Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Dívidas trabalhistas

Servidores pedem cassação de prefeito no Paraná

Redação Bonde
11 jun 2009 às 19:52
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Diretores do Sindicato dos Servidores Municipais de Ponta Grossa apresentaram uma denúncia à Câmara Municipal pedindo a instalação de uma Comissão Processante para investigar o prefeito Pedro Wosgrau Filho (PSDB). A alegação é de que ele infringiu a lei ao não incluir dívidas com precatórios trabalhistas no orçamento municipal. Caso as acusações sejam julgadas procedentes, podem resultar até na cassação de mandato do prefeito.

Em entrevista ao jornal Diário dos Campos, o secretário municipal de Finanças, Ângelo Mocelin, argumenta que um acordo homologado no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) estabelecia o pagamento de precatórios este ano no valor de R$ 2,8 milhões. Segundo Mocelin, o Executivo tem R$ 3,5 milhões no orçamento em reserva de contingência, que poderiam ser usados para o pagamento.

Cadastre-se em nossa newsletter

O pedido de instalação da Comissão Processante será julgado pelos vereadores na próxima segunda-feira.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade