Pesquisar

Canais

Serviços

Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Confira!

6 dicas para escolher o piso ideal para sua casa

Redação Bonde com assessoria de imprensa
09 fev 2021 às 14:31
Continua depois da publicidade

Na hora de construir ou reformar uma das principais dúvidas antes de iniciar a obra é a escolha certa dos pisos de acordo com cada ambiente. A grande variedade de modelos e estilos, acabamentos, cores e formatos pode dificultar ainda mais. Pensando nisso, a engenheira Ana Alves, do Nosso Estúdio, reuniu 6 dicas de como escolher corretamente o seu piso.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Dica 1: A primeira coisa que deve ser avaliada é a finalidade do local, onde será instalado o piso. Outra questão a se avaliar para uma correta especificação de tipos de piso é se o ambiente é interno ou externo. Banheiros, cozinhas e áreas de serviço, costumam ter grande incidência de água por isso devem ter pisos com características semelhantes aos pisos para área externa com antiderrapante, garantindo a durabilidade do material e a segurança.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Dica 2: A temperatura do piso está relacionada com a sensação do toque. Os pisos frios trazem sensação de frescor e transmitem a sensação de diminuir a temperatura do ambiente. Entre os tipos de piso que se enquadram nessa categoria estão a cerâmica, porcelanato, cimento queimado, ladrilho hidráulico, mármore, granito e superfícies resinadas. Já os tipos de piso quentes possuem temperatura mais constante e permitem pouca passagem de calor, já que o mesmo fica retido na superfície, o que permite um equilíbrio maior entre a temperatura da pele e do material.


Dica 3: A porosidade do piso é uma característica que está diretamente relacionada à sua resistência. Ela diz respeito à capacidade de absorção de água do material. Materiais cerâmicos porosos, por exemplo, apresentam nível de absorção de água maior que 10%, enquanto materiais do tipo três absorvem de 0,5 a 3%. A permeabilidade de um piso interfere em outras propriedades do material, como sua resistência às cargas e ao desgaste. Dessa forma, quanto mais impermeável, mais resistente é o revestimento.


Dica 4: Vale ressaltar também que limpeza e manutenção também são itens determinantes na escolha do piso. É muito importante que os cuidados de limpeza e manutenção estejam de acordo com a rotina e possibilidades do cliente.

Continua depois da publicidade


Dica 5: Materiais naturais, como granitos e mármores, têm como principal vantagem o apelo estético do projeto, já que em sua maioria são considerados tipos de piso mais nobres do que os materiais sintéticos. Porém, o custo desses revestimentos costuma ser maior, assim como a mão de obra de instalação também é mais alto.

Dica 6: A instalação do piso varia conforme o tipo de material escolhido, e pode ser também um fator determinante na escolha. Alguns modelos de piso permitem a instalação pelo próprio morador, é o caso dos vinílicos autoadesivos, facilmente aplicáveis sobre o piso existente (desde que a superfície esteja totalmente nivelada). Outros modelos demandam mão de obra especializada e podem levar mais tempo na instalação, principalmente aqueles que exigem assentamento sobre contrapiso, como porcelanatos, cerâmicas, granitos e outros.


Continue lendo