Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação/Microban
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Suaves e encantadores

Como decorar o quarto do bebê com conforto e segurança

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

A escolha da decoração do quarto do bebê deve ser adequada para que a criança encontre beleza, conforto e segurança. O ambiente deve ser tranqüilo, especialmente nos primeiros meses, livre de ruídos e de aberturas repentinas de portas e janelas, além da ausência do excesso de enfeites, que traz confusão visual e acúmulo de pó, prejudicando até mesmo a saúde da criança.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A arquiteta Jô Depassier explica que o ideal é que os móveis sejam pintados com tinta à base de água (não tóxica), em cores neutras ou pastéis. "Acho muito importante a questão da cor, já que cada cor tem uma característica própria. É interessante usar móveis com tons claros que acalmem e tranqüilizem a criança, como o creme, branco, azul pastel, etc. As cores vívidas ou escuras acabam criando um ambiente vibrante causando incômodo da criança".

Continua depois da publicidade


Alguns pontos são essenciais na hora da escolha dos móveis para decorar o quarto do bebê, como por exemplo, saber como deve ser o modelo adequado de cada móvel. Todos devem ter ausência de cantos pontiagudos e a altura do trocador, porta-fralda, cabideiro, entre outros, devem ser adequadas às necessidades para maior conforto das mães. "Os móveis devem ter linhas suaves, sem muitos cantos para crianças, puxadores com motivos infantis e, no lugar de vidro, deve se colocar o acrílico para evitar acidentes. Também é interessante que o espaço entre as ripas do berço não seja muito grande para evitar que a criança prenda o pé entre elas", explica a arquiteta.


Uma boa opção para começar a decoração do quarto é planejando a distribuição dos móveis. Todos os móveis devem ser práticos e revestidos com materiais laváveis e resistentes, independente do estilo escolhido.


Uma dica importante é descobrir o caminho da corrente de vento. Para isso, basta fazer uma linha reta entre a janela e a porta do quarto, feito isso, posicione a cama ou o berço fora deste espaço. A partir daí, distribua o guarda-roupa e bancadas.

Continua depois da publicidade


Dicas úteis para decorar


● Poltronas podem ser de abrir transformando-se numa cama auxiliar, muito útil no caso de quartos para bebês. É importante acostumá-los em seu próprio quarto. Se você for dormir lá nos primeiros meses ficará mais fácil sair do quarto da criança, que estará ambientada. Claro que isso não é uma regra.


● Encostar a cama numa das paredes laterais, libera o meio do quarto e possibilita a montagem de casinhas, cabanas e trens que podem ficar montados de um dia para o outro!


● Paredes livres ou portas que recebem cestas de basquete e adesivos de amarelinha no piso estimulam o gosto por brincadeiras que exercitam.


● Beliches com escadas divertidas, descidas com tubos e almofadas coloridas pelo chão são toques bem humorados, que ainda economizam espaço.


● Procure evitar a instalação de videogames e tvs, quanto menor a exposição visual, menos a criança lembra deles! Dificulte o acesso!


● Equipamentos de som são interessantes neste cômodo, pois a música pode servir para marcar a hora do banho, do sono, do passeio, isso é muito importante para as mães se comunicarem com os bebês, que assim ficam sabendo a próxima atividade que será executada.


● Cores mais suaves que não agitam tanto as crianças, e são muito úteis na hora das brincadeiras tranqüilas, que diminuem o ritmo antes de dormir. Dimers regulam a intensidade de luz, já que luminosidade é outro item importante.


● Espelhos estimulam o desenvolvimento, pois a criança observa sua
movimentação, a fala e gestos; use-os colados na parede para eliminar riscos de quebra.


● Tapetes de borracha antialérgicos, cortinas removíveis e laváveis, móveis sem quinas e piso revestido de vinil ou laminado plástico para evitar poeira completam o conjunto e oferecem segurança.


Para cada idade, uma característica diferente


0 a 2 anos - O essencial para o quarto do bebê é o berço, cômoda (para ser utilizada como trocador e guarda-roupa) uma poltrona para amamentar, cesta para suporte, lixeira e uma iluminação adequada.


2 a 7 anos - O ambiente deve incentivar e motivar o desenvolvimento mental da criança. Habilitar o espaço com um local para o descanso, outra para as brincadeiras e uma área para guardar os brinquedos é uma forma de ensinar-lhe, desde pequeno, a se organizar.

7 a 9 anos - Nesta fase uma área para o trabalho é essencial. Uma escrivaninha em lugar bem iluminado, de preferência junto à janela, mesmo que não tenha luz natural. (Com informações do Imovelweb e Guia do Bebê)


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade