02/06/20
25º/14ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Entenda

Praticar atividades físicas em condomínio exige bom senso

Diante das medidas de distanciamento social por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus, alguns moradores têm utilizado as áreas comuns de condomínios que não estão fechadas para a prática de atividades físicas.

Divulgação
Divulgação


Como não há uma lei específica para este caso, o advogado Jaques Bushatsky, da Advocacia Bushatsky, diz que é necessário considerar as orientações das autoridades de saúde, o direito dos condôminos e a importância preservar a segurança, a saúde e o sossego de todos os moradores. Assim, para o advogado, caso o síndico consiga organizar a situação, talvez seja possível liberar o uso da quadra para atividades sem aglomeração.

Já para o advogado Alexandre Callé, da Advocacia callé, mesmo que as atividades sejam feitas em áreas comuns e abertas, o melhor é evitar. Assim, impede que o síndico perca o controle da situação e haja riscos. Callé afirma que o síndico deve orientar e conversar com os condôminos sobre as recomendações. Além disso, os advogados lembram que os moradores devem ter bom senso e entender o momento atual.

Se todos os condôminos resolverem utilizar as escadas para se movimentar, por exemplo, haverá aglomeração e possibilidade de contaminação pelo coronavírus. "Uma escadaria de condomínio é fechada e não tem ventilação", diz. "A diminuição do risco de contágio justifica não usar as áreas comuns para realizar atividades", complementa Rodrigo Andrade, professor e coordenador do curso de educação física da Universidade Anhembi Morumbi. "Neste momento, é mais seguro fazer atividades dentro de casa."

Adelcio Carmo, 59, é gerente de dois condomínios e tem experiência como síndico profissional. Desde que a pandemia começou, áreas comuns como piscina, quadra de esportes e sala de ginástica de um prédio na Vila Clementino (zona sul) foram fechadas. "Nem todos entendem, acham que precisa abrir", diz Carmo. Ele ressalta que, caso abrisse a área para um, precisaria liberar para os demais, impossibilitando controlar o número de pessoas.

O fechamento foi explicado por meio do diálogo e da distribuição de circulares. A comunicação continua sendo feita para divulgar medidas de prevenção contra o coronavírus como a importância de evitar aglomerações.
Folhapress/Larissa Teixeira
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Evite a contaminação
Como lavar as roupas para combater o coronavírus?
Nova realidade
Home office em tempo integral: e agora?
Quarentena
Condomínios devem passar apenas por obras emergenciais
Continue lendo
Fique atento
Encomendas merecem atenção especial durante a pandemia
01/06/2020 14:46
Veja as dicas
Aprenda a acabar com o mofo no seu guarda-roupa!
01/06/2020 14:26
Da instalação à manutenção
Ladrilhos hidráulicos: Tire suas dúvidas sobre este revestimento artesanal
29/05/2020 16:11
Esclareça suas dúvidas
Qual a diferença entre limpeza, higienização, sanitização, desinfecção e esterilização?
29/05/2020 15:44
Saiba mais!
Como especificar o piso certo para os ambientes da casa?
28/05/2020 15:14
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados