Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação/Lubrizol
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Mais qualidade

Tubos e conexões em CPVC chegam ao Brasil

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

A norte-americana Lubrizol Corporation, fabricante de aditivos para os segmentos farmacêutico, de cosméticos, construção civil e de lubrificantes, vai disputar o mercado de tubos e conexões no Brasil. Líder mundial no fornecimento de resinas para CPVC (tecnologia com qualidade superior ao PVC), o grupo lança três linhas de produtos para o segmento, que representam a última geração de sistemas hidráulicos da companhia, utilizados em mais de 100 países. Os produtos CPVC serão apresentados durante a Feicon Batimat 2009 (Feira Internacional da Indústria da Construção), que acontece de 24 a 28 de março, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A estabilidade econômica brasileira atraiu o grupo, que conta com unidades de manufatura em 21 países. "Tivemos uma experiência de sucesso no México, então agora é a vez do Brasil", explica o arquiteto Rodrigo Andreoli, gerente regional da Lubrizol Advance Materials, que detém 65% do mercado de CPVC mexicano.

Continua depois da publicidade


Conhecido como policloreto de vinila clorado, o CPVC contém maior adição de cloro, portanto oferece maior resistência ao impacto, à temperatura e resistência à corrosão. Comercializado desde a década de 1960, é utilizado em sistemas hidráulicos em indústrias e também na construção civil. O Cubo d’Água, um dos complexos aquáticos de Pequim, na China, utilizado nas Olimpíadas 2008, e as novas instalações do Estádio Jalisco, em Guadalajara, no México, são alguns exemplos de aplicação da tecnologia CPVC.


A Divisão TempRite Engineered Polymers, da Lubrizol Corporation, será a responsável pelo fornecimento da linha de aditivos para produção de tubos e conexões no Brasil. São eles: o FlowGuard Gold, para tubo utilizado na condução de água quente e fria; o Corzan, aplicado na construção industrial e predial; e o sistema contra incêndios BlazeMaster.


O FlowGuard Gold é um termoplástico especial (CPVC), que garante maior durabilidade e resistência na condução de água quente e fria. Instalado de forma simples, sem a necessidade de pontos elétricos ou de energia, o produto é uma das maiores apostas da empresa para substituir as atuais instalações metálicas, principalmente cobre e aço, materiais bastante visados para roubo.

Continua depois da publicidade


Com desempenho comprovado em casas, hotéis, apartamentos e condomínios ao redor do mundo, o FlowGuard Gold leva ao consumidor uma água livre de impurezas encontradas em tubulações de metais, além de não necessitar de isolante térmico. O FlowGuard Gold oferece resistência superior ao impacto e substitui produtos feitos de outros materiais, de fácil desgaste. Além de não ser corrosivo, o produto não é inflamável, ao contrário do PPR e do PVC, que são utilizados no mercado brasileiro.


Desenvolvido como material de alto desempenho e durabilidade, o Corzan é utilizado na construção industrial e predial. Possui alta resistência à pressão, fluidos corrosivos e a altas temperaturas, desde água potável até ácidos mais agressivos, comuns em diversos segmentos da indústria.


O Corzan é comumente utilizado em empresas que manejam produtos químicos corrosivos, como soluções cáusticas e os ácidos nítrico, sulfúrico e clorídrico, em temperaturas altas ou bombeados sob pressão, sem qualquer risco de vazamento. A tecnologia ainda resulta em um sistema leve e de fácil instalação para empresas e edifícios. Construtores encontram no Corzan um material também mais resistente ao tempo, o que aumenta o prazo de troca do sistema a quem investe na construção civil.


Os tubos e conexões BlazeMaster são projetados especificamente para sistemas de sprinklers (chuveiros automáticos) contra incêndio. O produto proporciona vantagens na instalação de sprinklers, superioridade hidráulica e a facilidade de conexão, já que os materiais são leves e fáceis de serem transportados pelos instaladores. Resistente à corrosão, o BlazeMaster apresenta ainda facilidade de soldagem com adesivo solvente e é de fácil manutenção, além de ser certificado pelas mais rígidas normas de segurança.


Segundo Andreoli, o CPVC apresenta e oferece o melhor custo-benefício para investidores no ramo da construção civil, pois essa tecnologia agrega economia na mão-de-obra, menor corrosão e nenhum risco de incêndio. "A durabilidade destes produtos é maior, com vida útil superior a 40 anos e o material é mais leve que o aço e o cobre, o que reduz em até 70% o tempo de instalação em relação a outros materiais metálicos", afirma o arquiteto.


Brasil fabricará produtos este ano no Paraná


No Brasil, a princípio, o FlowGuard Gold, Corzan e BlazeMaster serão fornecidos pela Durman, localizada no México e Costa Rica, mas os planos da Lubrizol Corporation são oferecer o produto nacional a partir de dezembro, por meio da Provinil/Nicoll, parceira da companhia norte-americana e localizada em São José dos Pinhais, no Paraná. Hoje, a Nicoll é fabricante de várias linhas de PVC.

Responsável por 61% do mercado mundial de resinas para produção de CPVC, a Lubrizol estima movimentar US$ 40 milhões ao ano no mercado brasileiro com as linhas de produtos e, com isso, obter em três anos a liderança no País no setor de tubos e conexões para água quente. Um dos caminhos é o alto déficit habitacional no Brasil, que segundo o Ministério das Cidades é de aproximadamente sete milhões de residências.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade