Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Semana da Mulher

Guia orienta sobre a importância do check-up feminino

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

No próximo dia 8 de março será celebrado o Dia Internacional da Mulher e para comemorar, especialistas do Hospital Samaritano de São Paulo prepararam um guia com os principais exames de diagnóstico para alertar a população sobre a importância do check-up e exames preventivos. "Toda mulher, a partir da primeira menstruação, ou que iniciou vida sexual, independente da idade, deve ir ao ginecologista anualmente para exames de rotina. O check-up não só previne doenças, mas também melhora a qualidade de vida da mulher", afirma o ginecologista Edilson da Costa Ogeda, do Hospital Samaritano.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Alguns testes simples podem ser fundamentais para a cura de doenças. O câncer de colo de útero, por exemplo, se for detectado em fase inicial, tem grandes chance de cura. Porém, o check-up vai além dos exames ginecológicos. O ideal seria consultar também um clínico geral ou cardiologista para exames complementares como hemograma, glicemia, colesterol, triglicérides, ácido úrico, urina e outros que o médico julgue importante. Veja abaixo os principais exames de diagnóstico para cada fase da vida e a importância de cada um:

Continua depois da publicidade


Inicio do ciclo menstrual até 30 anos


É importante que todas as mulheres procurem um ginecologista assim que iniciar o ciclo menstrual. As visitas ao médico e exames preventivos devem começar cedo para garantir uma qualidade de vida e evitar problemas futuros. Nessa idade é importante realizar anualmente o Papanicolaou e exame pélvico, além do auto-exame das mamas e testes de saúde gerais.


Papanicolaou e exame pélvico - Devem ser feitos anualmente por mulheres a partir dos 18 anos ou antes, se já mantiverem relações sexuais, mulheres que são ou foram sexualmente ativa, inclusive idosas. Mulheres que estão entrando na menopausa e que se tratam - ou trataram - de câncer de colo uterino devem realizar esses exames quatro vezes por ano.

Continua depois da publicidade


Auto-exame da mama - O auto-exame deve ser feito mensalmente pela própria mulher após o período de menstruação. Aquelas mulheres que já entraram na menopausa ou que não menstruam por qualquer outra razão devem examinar as mamas uma vez por mês. Se notar nódulos ou se houver secreção ao apertar os mamilos, deve procurar imediatamente o médico.


Exames gerais - Além dos exames ginecológicos, é interessante realizar anualmente exames de saúde geral para diagnosticar doenças já existentes, mas que ainda não se manifestaram como diabetes, hipertensão e problemas do coração e da tireóide.


• Hemograma (análise geral do sangue)
• Glicemia de jejum
• Uréia e creatinina (função renal)
• Colesterol total e triglicerídeos
• Função tireoideana
• Urina e parasitológico de fezes
• Eletrocardiograma de repouso
• Teste ergométrico e ecocardiograma


De 30 a 40 anos


Nessa fase, além de manter o check-up regular, a mulher deve ter cuidado especial com o sistema reprodutivo. Neste período aumenta a incidência de câncer de mama e de colo de útero. Alguns ginecologistas recomendam a primeira mamografia aos 35 anos. Porém, mulheres com histórico de câncer de mama na família (mãe e avó) devem recorrer a este tipo de exame mais cedo, aos 30 anos, e realizá-lo anualmente. A mamografia deve ser repetida anualmente para todas as mulheres após os 40 anos.


Também é recomendado às fumantes precoces um raio x do tórax anual a partir da mesma idade.


• Mamografia
• Raio X de tórax para fumantes


40 a 50 anos


A osteoporose é uma das doenças mais comuns nessa fase da vida da mulher. ''De acordo com a IOF (International Osteoporosis Foundation), 1 em cada 3 mulheres com mais de 50 anos têm o problema", explica o clínico geral e cardiologista do Samaritano Dr. Henrique Canosa.


A perda da massa óssea pode ser detectada em sua primeira fase através de densitometria óssea. O exame deverá ser feito pela primeira vez entre 40 e 45 anos e repetido anualmente para aquelas mulheres com algum grau de perda de massa óssea, e bianualmente para aquelas com exame normal.


Para as mulheres que iniciam o climatério - irregularidade menstrual que antecede à menopausa - recomendam-se testes de perfil hormonal. Não esquecer de fazer a mamografia anualmente.


Além dos exames normais, o clínico acrescenta nesta faixa o raio x do tórax e exame proctológico para se investigar problemas relacionados ao câncer de intestino precocemente, especialmente nas pessoas com antecedentes familiares desta doença. Acima dos 45, recomenda-se uma visita ao oculista.


• Densitometria óssea
• Testes de perfil hormonal
• Raio X de tórax
• Consulta com proctologista
• Visita ao oculista


Acima dos 50 anos


Os médicos recomendam às diabéticas atenção especial ao controle de peso e contagem da glicemia - que deve ser feito pelo menos duas vezes ao ano. O exame de fundo de olho também é importante para análise do grau de comprometimento das artérias pela diabete. Nesta faixa etária, praticamente todos os exames passam ser anuais ou semestrais, de acordo com seus resultados ou estado clínico do paciente. Visita semestral ao ginecologista, principalmente nas mulheres que realizam terapia hormonal.

• Controle de peso
• Contagem de glicemia
• Exame de fundo de olho (para as diabéticas)


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade