Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Mundo pink

Filme da Barbie amplia venda de bonecas e leva 'onda rosa' a roupas, almofadas e cafés

Fernanda Brigatti - Folhapress
07 jul 2023 às 12:51
- Divulgação/Warner Bros
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A onda cor-de-rosa disparada pela divulgação do filme Barbie começa a invadir mais espaços com a proximidade da estreia da película, marcada para o dia 20 de julho, e turbina as vendas de bonecas, de ingressos de cinemas e de todo tipo de produto com a marca do sessentenário brinquedo.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

A partir desta sexta (7), pelo menos duas grandes varejistas, Renner e Riachuelo, colocam no ar suas coleções temáticas. Nesta última, a onda rosa vai além de roupas e calçados e estará também em produtos para casa, como lençóis, almofadas e mantas.

Leia mais:

Imagem de destaque
Veja detalhes

Arezzo e Grupo Soma acertam fusão e discutem como será o conselho

Imagem de destaque

Shein lança no Brasil projeto que paga R$ 25 mil a quem desenhar coleção de moda

Imagem de destaque
Saiba mais

Entenda ascensão do naked dress, look transparente ou nude que glorifica o corpo nu

Imagem de destaque
Ancora Notte

Gucci lança coleção de 12 vestidos de noite


Na C&A, a coleção inclui roupas femininas e masculinas, infantis e adultas, e também garrafas. Segundo a empresa, a "explosão rosa" é uma "homenagem ao impacto duradouro da Barbie na moda e ao seu compromisso com diversidade e inclusão."

Publicidade


Para a Doll Collector, principal loja brasileira de barbies colecionáveis, o filme é uma oportunidade de apresentar o mundo desses bonecos a novos consumidores.


"Nós temos uma demanda alta em todos os meses, mas são de pessoas que já colecionam. Agora, vem um boom muito grande com o filme da Barbie e chega um público procurando esses produtos específicos, do filme", diz Luiz Schmit, 33, dono da empresa.

Publicidade


Ele não detalhou quanto o movimento aumentou, mas diz que é perceptível a chegada de novos compradores. O público da loja é invariavelmente adulto, na faixa entre 30 e 60 anos.


Na avaliação de Schmit, que fundou a loja em 2012, depois de perceber o potencial do mercado de colecionáveis, à época incipiente no Brasil, o filme ajuda a resgatar a visibilidade da Barbie como item colecionável.

Publicidade


No Mercado Livre, as buscas por termos relacionados à Barbie cresceram 137% nos últimos três meses de 2023, na comparação com o mesmo período do ano passado.


Na plataforma Shopee, a busca por produtos ligados à boneca já subiu 70% em maio em relação ao mês anterior. Segundo a companhia, entre os itens mais buscados estavam, além da Barbie, adesivos de unhas, sandálias infantis, casa da boneca e camisetas.

Publicidade


Para a semana do lançamento, o ecommerce prevê uma página especial com coleções de brinquedos, roupas e acessórios temáticos, itens de beleza e para casa.


Quem também identificou um aumento nas buscas por Barbies foi o Magazine Luiza. A procura ligada ao filme, no entanto, foi menor do que a registrada em outras datas importantes para o varejo, como Dia da Criança e Natal.

Publicidade


Em outubro, as buscas subiram 59%, e em dezembro, 132%. Já na comparação entre os meses de junho deste ano e o de 2022, a alta foi de 22%.


A Mattel, fabricante da Barbie, lançou uma coleção de brinquedos para o filme, que inclui uma nova linha de bonecas, jogos e réplicas de espaços do filme. São 15 itens, entre Barbies, Kens, automóveis, Unos, Hotwheels e Little People.

Publicidade


Os preços dos bonecos variam. Na versão Barbie Dia Perfeito, o site da Mattel indica varejistas comercializando o brinquedo por a partir de R$ 349.


A companhia calcula que chegará a cem marcas de produtos temáticos licenciados, como aqueles lançados pelas varejistas.


A empresa diz que, por questões estratégicas, não abre os números de encomendas das novas linhas de brinquedos. Segundo a gerente da Mattel do Brasil, Valeria González, "a recepção dos fãs é incrível e enorme", o que dá confiança à empresa de que os resultados serão bons.


A Mattel batizou o 20 de julho como o "dia mais cor-de-rosa".


Nos cinemas, os ingressos para a estreia começaram a ser vendidos na semana passada (no dia 28) e várias salas já estão com avisos de "últimas unidades disponíveis". As redes também lançaram combos com baldes de pipoca e copos cor-de-rosa.


Em Los Angeles, o Airbnb, plataforma de locação de casas e quartos, colocou em seu catálogo a Casa da Barbie, na praia de Malibyu, disponível para apenas duas reservas, nos dias 21 e 22 de julho. Veja aqui como é o imóvel.


No Shopping JK Iguatemi, em São Paulo, outra casa estará "em cartaz" até novembro. A "Barbie Dreamhouse Experience" ocupa 650 metros quadrados, vários cenários e até um café temático. A entrada custa R$ 50, de segunda a quinta, e R$ 70 nos outros dias.


As vagas para a atração estão disputadas. Quem tentasse comprar ingressos na quinta (6) à noite, por exemplo, só conseguiria vagas para os horários das 20h, 20h40 ou 21h e apenas a partir do dia 14 de julho.

Se a tendência Barbicore já é notícia velha na dinâmica das redes sociais, a proximidade com o lançamento do filme vem revivendo o cor-de-rosa.


Na última semana, o The New York Times mostrou que, depois das roupas, a estética super cor-de-rosa deverá invadir também o design de interiores.


Nos últimos dias, consumidores da rede de cafeterias Starbucks descobriram que o "menu secreto" agora tem uma "bebida da Barbie". Em redes sociais, consumidores descreveram como fazer o pedido –além de pedir o "frapuccino da Barbie", incluíram adicionais de pitaia e essência de blueberry.


Imagem
Em mudança histórica, Barbie terá três novas versões de corpo
A partir de março, a Mattel deve colocar nas lojas brasileiras a Barbie com três tipos de corpo. A boneca mais famosa do mundo vir
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade