08/05/21
PUBLICIDADE
Como ter perfil perfeito?

7 passos para conseguir um emprego pelo LinkedIn

Freepik
Freepik


Segundo levantamento feito pela Austin Rating, o desemprego no Brasil deve piorar em 2021. Neste ano, o país deve ter a 14ª maior taxa de desocupação entre 100 países do mundo todo. De acordo com o estudo, que leva em consideração as projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI), a taxa deve ser de 14,5% neste ano, maior do que a de países como a Albânia, Sérvia, Colômbia, Turquia, o Irã e o Suriname.


Em compensação, segundo o levantamento apresentado na 24º edição da Pesquisa Global com CEOs da PwC (24th Annual Global CEO Survey), cerca de 85% dos empresários no país esperam uma recuperação no segundo semestre de 2021. Ainda de acordo com a pesquisa "Agenda 21", desenvolvida com 663 empresas brasileiras pela Deloitte - multinacional em consultoria empresarial - é com esta expectativa que 44% das empresas esperam aumentar o quadro de funcionários. A pesquisa também aponta que entre os 4 principais pilares para que a atividade econômica do Brasil seja estimulada em 2021 o primeiro é o estímulo à geração de empregos, com 81% das respostas.

Para Jefferson Vendrametto, Diretor de Relações Institucionais do CEBRAC , isso mostra a lenta, mas otimista recuperação da economia. "Os empresários vão precisar ampliar o quadro de funcionários e estão exigindo cada vez mais profissionais que sejam antenados às mudanças tecnológicas e que tenham as práticas comportamentais que estão de acordo com a visão da empresa. As soft skills são as competências mais buscadas", comenta.

Em entrevista, Erica Firmo (Gerente de Comunicação do LinkedIn) divulgou que a rede em média contrata uma pessoa a cada sete segundos e que perfis com fotos têm 21 vezes mais chances de conseguir uma vaga. A rede, em abril de 2020, para ajudar as pessoas que perderam seus empregos, lançou o filtro "open for jobs", o qual está disponível a todos de forma gratuita.

O foco no LinkedIn é a network (rede de contatos) que você faz com a sua experiência. Para Rogério Silva, CEO do CEBRAC, a rede possibilita quebrar barreiras geográficas com o "novo normal". "Não adianta nada só entrar na plataforma e inserir as informações, você precisa ser visto. Pois, acima de tudo, é uma rede social também", acrescenta.

Pensando nisso, Jefferson Vendrametto, Diretor de Relações Institucionais do CEBRAC , criou 7 passos para que você consiga essa oportunidade, em abril, através do LinkedIn

Mantenha um perfil completo e atualizado

Como já citado no texto acima, uma pessoa com uma boa foto de perfil tem a sua página visualizada 21 vezes mais do que aquelas sem fotos. Certifique-se de que seu perfil tenha todos os dados de cadastro, principalmente a sua localização. Assim, as empresas já sabem de onde você é e o que você fez ou faz!

Siga as empresas de seu interesse

Veja o que eles publicam, interaja e amplie seu perfil para chegar mais próximo da tão sonhada vaga. Um exemplo, se o seu sonho é trabalhar em uma empresa internacional e construir uma carreira fora, certamente, se você aprimorar seu inglês poderá concorrer às melhores vagas e aumentar suas chances.

Participe de grupos

Os grupos expõem suas habilidades e competências. Quando se está buscando uma vaga de emprego, isso faz toda a diferença. E, geralmente, quanto mais conexões você tiver com pessoas da sua área, mais vagas relacionadas com o seu interesse chegarão até o seu perfil.

Interaja com suas conexões

O LinkedIn é uma rede social e, por isso, você deve interagir com as pessoas. Comentar, curtir, compartilhar! Tudo isso enriquece mais o seu perfil. Mas se atente, pois o foco da rede é trabalho. Seja polido nos comentários; as empresas estão olhando para o seu perfil.

Saiba os seus potenciais

Divulgue ou crie um conteúdo sobre a sua área de atuação. Saiba quais são as melhores coisas em você. Toda a experiência é válida, como projetos voluntários ou a visão sobre algum post. Pesquise mais sobre o que chamamos de soft skills, que são as competências mais buscadas pelos recrutadores.

Aprimore-se

Faça cursos, principalmente de idiomas ou de especialização em alguma área. Nunca deixe de se atualizar sobre o que a comunidade diz sobre essa área. Saber sobre o que está acontecendo mostra que você tem a curiosidade de buscar o novo e estudar mostra seu domínio sobre determinado assunto. O que, com certeza, fará a diferença fora da rede também!

Crie uma estratégia de busca

Você precisa primeiro filtrar os seus interesses de carreira, ou seja, faça a candidatura certeira. Não adianta mandar seu perfil para todas as vagas da plataforma . Salve a busca e crie um alerta. Assim, você sempre saberá quando surgem novas vagas. Outra dica é colocar no perfil o "open for jobs", no filtro de foto. Assim, logo que a empresa olhar o seu cadastro, verá que você quer trabalhar. E, por último, participe dos cafés virtuais que as empresas fazem na plataforma, assim você amplia seu networking.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
Continue lendo
Cuide-se!

Dia Mundial do câncer de ovário: Oncologista desmistifica dúvidas

08 MAI 2021 às 09h00
Assista no Gente!

Arquiteta e designer de interiores Nathalia Montans dá dicas no especial Carreiras & Negócios

07 MAI 2021 às 14h00
Sobrecarga

Mulheres são mais afetadas emocionalmente na pandemia

07 MAI 2021 às 11h51
Aceitação do próprio corpo

Feminização facial: entenda a cirurgia que ajuda mulheres trans

07 MAI 2021 às 11h19
Saiba mais

Trânsito aumenta e isolamento permanece estável em SP

07 MAI 2021 às 08h04
Luta contra doença

Endometriose atinge cerca de 15% das mulheres em idade de reprodutiva

07 MAI 2021 às 01h00
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados