Pesquisar

Canais

Serviços

- IStock
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Finanças

Como ganhar da inflação para proteger seus investimentos em 2022?

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
05 abr 2022 às 16:42
Continua depois da publicidade

Financeiramente falando, o ano de 2022 começou com o pé esquerdo para quem faz investimentos. A realidade é uma salada de juros altíssimos, com inflação estratosférica, recessão e uma pitada de guerra, difícil de engolir. Todos esses ingredientes fazem os investidores pisarem no freio e ficarem receosos quanto ao investimento mais seguro. Segurança financeira? O mundo está se perguntando o que é isso exatamente, se é possível em 2022 utilizar essas duas palavras juntas. Existe alguma forma para driblar a inflação e garantir os investimentos em 2022? A resposta é sim.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Continua depois da publicidade

O segredo é diversificar


Uma dica que vale ouro é diversificar os investimentos, para garantir algum rendimento acima da inflação e evitar a diminuição do poder aquisitivo. No mercado financeiro inseguro como está, “pisar no chão devagarinho” é uma estratégia de sobrevivência, que vai garantir ganhar com segurança e ter flexibilidade para recuar, se for necessário, com destaque para títulos de renda fixa e de fácil liquidez.

Continua depois da publicidade

Certificado de Depósito Bancário (CDB)


Uma indicação para tempos incertos é o CDB, por oferecer a opção de liquidez diária e proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para aplicações de até R$ 250 mil, com rendimento igual ou maior ao da taxa do Certificado de Depósitos Interbancários (CDI), que tem como parâmetro os juros. 

Tesouro IPCA


Quando a inflação sobe, não é momento para ser arrojado, pois a situação pede uma atitude mais conservadora, levando em consideração que as eleições chegarão em breve, para ser a cereja do bolo da instabilidade financeira brasileira. Por isso, uma boa opção é o Tesouro IPCA, que acompanha o índice de inflação do país e pode ser utilizado a médio e longo prazo. É considerado um investimento seguro e conservador, mas que não traz resultados imediatos.

Tesouro Selic


O investimento público Tesouro Selic rende a taxa básica de juros da economia e pode ser muito usado como reserva financeira, se nada der certo, ou se seu dinheiro estiver comprometido com outros investimentos. O rendimento é baixo, menor que a inflação, mas sua melhor vantagem é ser um investimento seguro, com facilidade de sacar o dinheiro. O Tesouro Selic pode ser o seu craque reserva, que é poupado durante o jogo, para definir a partida aos 43 minutos do segundo tempo.

BDRs


Com o dólar em alta, sem previsão de queda, a aposta no BDR pode ser uma proteção à variação da moeda americana. O investimento funciona com recibos emitidos por instituições financeiras nacionais, com rendimento vinculado a ações de empresas estrangeiras.

Ativos digitais


Para os mais arrojados, é preciso também prudência, não apostar muito alto, para não ter grandes prejuízos, estabelecer metas e trabalhar dentro desse limite. Com o conceito de metaverso em destaque, a versão do mundo em avatar abre ainda mais espaço para as moedas digitais. Para diversificar, é possível investir com moderação em ativos digitais. Para quem ainda não sabe o que é Bitcoin, é o principal ativo digital da atualidade.

Previsão de dias melhores


O momento é de turbulência, e a indicação é apertar os cintos para passar por isso com o máximo de segurança possível. Embora a realidade dos juros no Brasil não seja das melhores, a previsão é que ela perca força até o final do ano. Isso não quer dizer que os preços das coisas vão baixar, mas que irão subir mais lentamente, o que já é uma perspectiva mais vantajosa para o mercado financeiro.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade