Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Alerta

Desaparecimento de criança pode ser denunciado antes de 24h; saiba como

Agência Brasil
25 mai 2024 às 10:16
- FreePik
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Campanha do MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública), lançada nesta semana, tem o objetivo de alertar a população para o fato de que não é preciso esperar 24 horas para registrar o desaparecimento de uma criança. A iniciativa, intitulada "Não Espere 24h", foi divulgada para lembrar o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas, neste sábado (25).


A recomendação é que a polícia sejam notificada o mais rápido possível do sumiço. Quanto antes o a comunicação oficial, maior a chance de localização da criança, frisa o ministério. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Um levantamento da Política Nacional de Busca de Pessoas Desaparecidas do MJSP aponta que cerca de 20 mil pessoas de até 17 anos somem, por ano, no Brasil. Apenas aproximadamente 12 mil são localizadas.

Leia mais:

Imagem de destaque
5,75 milhões de contribuintes

Inicia consulta a segundo lote de restituição do Imposto de Renda 2024

Imagem de destaque
9 ministros votaram

Entenda as três teses em julgamento do STF sobre descriminalização de maconha

Imagem de destaque
Pesquisa

Dois em cada três brasileiros são contra o PL Antiaborto por Estupro, diz Datafolha

Imagem de destaque
Ex-atriz da novela "Uga Uga"

Deputada Silvia Waiãpi é cassada sob acusação de pagar harmonização facial com verba eleitoral


“São cerca de 8 mil famílias que vivem na incerteza e angústia de não saber o paradeiro de seus entes queridos. A campanha visa expor essa realidade, além de fornecer informações relevantes para a prevenção de novos casos e orientações sobre as medidas a serem tomadas em caso de desaparecimento”, afirma o coordenador-geral de Políticas de Prevenção à Violência e à Criminalidade da Diretoria do Sistema Único de Segurança Pública (Dsusp/Senasp), Leandro Arbogast, em nota divulgada pela pasta. 

Publicidade


O coordenador destaca ainda que as famílias devem informar às autoridades quando a criança ou adolescente é encontrado. Essa medida, de acordo com Argobast, é fundamental para que a pessoa deixe de continuar com registro de desaparecida nos sistemas de busca. 


Saiba o que fazer quando uma criança some

Publicidade


Segundo o ministério, o desaparecimento se dá quando há uma quebra repentina na rotina. Assim que for notado, o primeiro passo é registrar um boletim de ocorrência na Polícia Civil ou ligar para o 190.


As informações e documentos fundamentais para a busca são: 

Publicidade


- Fotografia nítida e atual da pessoa desaparecida


- Descrição das características físicas do desaparecido, como altura, cor da pele, idade, peso, tipo de cabelo, olhos etc.

Publicidade


- Informar quais roupas e pertences usava quando foi visto pela última vez


- Informar sobre a rotina, estado emocional ou condições físicas 

Publicidade


- Apresentar dados do celular, como nota fiscal para busca do Imei


- Informar dados sobre redes sociais

Publicidade


- Contar em qual contexto ocorreu o desaparecimento 


- Dizer se é possível coletar amostras de DNA em objetos do desaparecido ou de parentes


Após o registro do boletim de ocorrência, a polícia vai informar quais os passos para busca.


Imagem
Londrina vai sediar a 12ª edição dos Parajaps de 29 de maio a 2 de junho
A cidade de Londrina será sede da etapa final dos Parajaps (Jogos Paradesportivos do Paraná), edição 2024, que acontecerá de 29 de maio a 2 de junho.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade