Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Dia 13 de abril

Dia do Beijo: veja três sinais de que o beijo agradou (e muito) no primeiro encontro

Redação Bonde com assessoria
13 abr 2024 às 08:32
- Katie Salerno/Pexels
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Comemorado em 13 de abril, o Dia do Beijo é uma data que homenageia uma das mais significativas maneiras de demonstrar carinho. A Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional define o beijo como “expressão de afeto fundamental para fortalecer e manter os laços”.  


Para além de uma demonstração de amor, o beijo tem funções e efeitos que podem ser indispensáveis para se formar um casal. Um estudo feito com quase duas mil pessoas pela Universidade de Albany, no Canadá, descobriu que, para 60% das mulheres, é um fator crucial para o início de um relacionamento. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


De fato, segundo uma pesquisa conduzida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, o beijo desempenha o papel de uma avaliação inicial do outro e é uma ação que, mesmo de maneira inconsciente, auxilia na análise da compatibilidade entre os parceiros. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Frontoplastia

Brunna Gonçalves faz cirurgia para reduzir a testa; entenda o procedimento

Imagem de destaque
Nova comunidade

Jovens místicos conquistam a internet com previsões e simpatias ao vivo

Imagem de destaque
Dificuldades na busca por relacionamentos

Você sabia? 67% dos homens no Tinder não vão para um date

Imagem de destaque
Saiba mais

Restituição do Imposto de Renda 2024 tem nova ordem de prioridade


“O cérebro utiliza o beijo como um meio de avaliar a adequação com a outra pessoa, possibilitando determinar se ela seria ou não a parceria ideal”, afirma a terapeuta sexual Claudia Petry, membro da SBRASH (Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana) e especialista em Educação para a Sexualidade pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Publicidade


E o beijo no primeiro encontro?


De acordo com um estudo da Universidade de Chicago, 70% das mulheres disseram sentir ansiedade antes do primeiro encontro, e 60% dos homens experimentaram o mesmo sentimento, mas com menos intensidade. 

Publicidade


Para Monica Machado, psicóloga e fundadora da Clínica Ame.C, e pós-graduada em Psicanálise e Saúde Mental pelo Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Albert Einstein; o medo de ser julgada ou rejeitada geralmente é maior entre as mulheres, principalmente para as que não conseguem firmar um relacionamento. 


“Baixa autoestima, pressões estéticas, experiências anteriores negativas e, claro, o receio de não corresponder ao beijo tão esperado, são alguns dos inúmeros motivos por tanta ansiedade”, completa a psicóloga. 

Publicidade


Com base em estudos, as especialistas listam 3 sinais de que seu beijo foi realmente marcante no primeiro encontro:


A pessoa fica com o coração (mais) acelerado:

Publicidade


“É possível que os batimentos cardíacos estejam mais acelerados por conta da ansiedade. Mas, se você sentir que o coração do moço disparou, então, sim, o seu beijo foi arrebatador”, diz Petry. 


Conforme um estudo da Universidade de Barcelona, o beijo estimula a liberação de hormônios como dopamina e serotonina, responsáveis pela sensação de prazer, euforia, satisfação e bem-estar. Também libera a epinefrina, que aumenta a frequência cardíaca, o tônus muscular e o suor. “É por isso que a pessoa fica mais ofegante e sente mais calor”, pontua.

Publicidade


Faz contato visual quase hipnótico: 


Seja por instinto ou intencionalmente, a pessoa não consegue tirar os olhos do teu rosto. Segundo Machado, os homens costumam fazer o contato visual conhecido como “percurso triangular”. “Primeiro, ele olha direto nos seus olhos. Depois, em seus lábios, indicando que mal pode esperar pelo próximo beijo, sendo um indício importante de que ele está entregue a você”. 

Publicidade


Para a psicóloga, este é o momento em que a mulher deve retribuir o interesse. “Lance olhares igualmente sedutores, sem dizer nada. Deixe o jogo da sedução acontecer, mas tome cuidado”. De acordo com a Social Issues Research Centre, o contato visual excessivo pode intimidar a pessoa e deixá-la desconfortável. 


“A atitude pode afugentar ao invés de aproximar. O ideal é usar o bom senso, ser natural e espontânea. O mais importante é não se esquecer da velha máxima: dê atenção ao moço neste primeiro encontro, se quiser que haja um segundo”, aponta.


Ele demonstra entusiasmo com pequenos gestos: 


“Sinais sutis mostram a intensidade do envolvimento do homem. Seja se aproximando mais de você, acariciando suas costas, seu rosto, e passando a mão no seu cabelo e na sua nuca enquanto se beijam. Todos esses gestos indicam que seu beijo foi totalmente correspondido”, destaca Petry. 


Um estudo da Universidade Bar llán, em Israel, mostra que o beijo ainda libera substâncias como a feniletilamina, que eleva o desejo sexual, principalmente quando se trata do primeiro beijo (mesmo em relações diferentes), e o óxido nítrico, que relaxa os vasos sanguíneos, provoca aumento do fluxo de sangue e, consequentemente, maior excitação e sensibilidade na região genital. 


“Vale lembrar que, por mais empolgante que esteja o ‘amasso’, não significa um convite para algo mais, caso não seja sua vontade”, finaliza Petry.


Imagem
Abuso do uso de telas pode impactar relações amorosas e familiares
O uso excessivo de computadores e celulares pode se tornar um problema grave, impactando relações amorosas e familiares e podendo provocar prejuízos para o psicológico
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade