Pesquisar

Canais

Serviços

- Istock
Tratamento

Fisioterapia é fundamental na recuperação do coronavírus

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
24 ago 2021 às 17:27
Continua depois da publicidade

A pandemia de COVID-19 se tornou um problema gravíssimo e tornou os anos de 2020 e 2021 muito complicados para o mundo inteiro. Com a chegada de um novo vírus quase letal que pouco sabiam médicos e cientistas, vários esforços foram colocados em ação para que tratamentos, cura e vacinas fossem criadas para conter o vírus. Um desses tratamentos, especialmente para os infectados que desenvolveram uma forma grave da doença, é a fisioterapia, que ganhou destaque no tratamento de COVID-19, principalmente porque é por meio dela que o paciente pode distribuir melhor o oxigênio no organismo.

Continua depois da publicidade


Inclusive, um fisioterapeuta é um profissional essencial para o tratamento de terapia intensiva nos pacientes de coronavírus ou mesmo na recuperação pós-internação. Uma das principais contribuições do fisioterapeuta é justamente propor exercícios para estimular o sistema cardiorrespiratório e a recuperação pulmonar e também motora de quem já saiu da terapia intensiva.

Continua depois da publicidade


De modo geral, na internação, o fisioterapeuta foca na distribuição correta do oxigênio, auxiliando diretamente na decisão de intubação e ventilação mecânica no paciente, além de também realizar procedimentos para remover secreção dos brônquios. Esses procedimentos aceleram a recuperação do paciente e reduzem a necessidade do uso de medicações, que podem causar efeitos colaterais e, em alguns casos, até sequelas. Para os pacientes internados de caso leve, o fisioterapeuta propõe exercícios preventivos, para que os sintomas não se agravem, como adequação da postura e exercícios físicos aeróbicos leves.


Já no atendimento pós-internação o profissional fica responsável pela administração de exercícios e terapia para fortalecimento da musculatura envolvida na respiração e também na musculatura periférica. Esses procedimentos são de extrema importância, visto que um paciente que passou por uma infecção grave pode perder entre 17% e 30% da massa muscular nos primeiros dias de internação; para recuperar isso, os fisioterapeutas indicam exercícios com peso.

Continua depois da publicidade

Entende-se que a fisioterapia se tornou uma área essencial para a contribuição no tratamento de pacientes que tiveram coronavírus, até mesmo durante o processo da doença, não apenas no pós. Isso coloca em foco o papel da fisioterapia e dos profissionais fisioterapeutas no combate a doenças respiratórias e outras que podem afetar a musculatura, seja pela própria doença, seja em decorrência de internações. É importante reforçar também que o tratamento fisioterapêutico pode ser acessado tanto por convênios particulares, quanto pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por indicação médica.


Continue lendo