Pesquisar

Canais

Serviços

Arquivo pessoal
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Vacina Jedi

Conheça o Stormtrooper que se vacinou em Rolândia

Luís Fernando Wiltemburg - Grupo Folha
18 ago 2021 às 17:30
Continua depois da publicidade

Quem se vacinou contra a Covid-19 na sede do Batalhão da Pòlícia Militar de Rolândia pode ter estranhado a chegada de um soldado intergalático em busca de imunização nesta terça-feira (17). Era um Stormtrooper, personagem do universo de Guerra nas Estrelas (Star Wars).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Mas, você pode estar se perguntando: "Se, para me vacinar, preciso levar comprovante de residência, como é que uma pessoa vinda de uma galáxia muito, muito distante conseguiu? E será que tem variante do lado sombrio da Força solta no espaço?".

Continua depois da publicidade


É que o Stormtrooper preocupado com a própria saúde, na verdade, é Marcos Vinícius Soares, morador de Rolândia, autor do blog Londrina Geek, do Bonde, organizador do Encontro de Fãs de Star Wars de Londrina e dono de um canal que trata de cultura pop no Youtube (acesse aqui).


Arquivo pessoal
Arquivo pessoal


Segundo Soares, os stormtroopers, soldados de armadura branca que defendem o malévolo Império Galáctico na luta contra os rebeldes (na trama original, os rebeldes são os mocinhos que querem restaurar a paz e a liberdade), foram os primeiros personagens que o identificavam com Guerra nas Estrelas, mesmo antes de ver os filmes. "Depois que assisti e me aprofundei neste universo, quis ligar a imagem do Stormtrooper às minhas produções”, explica.

Continua depois da publicidade


Em 2015, ele adquiriu o capacete da armadura e o usava em vídeos no YouTube no qual debatia a saga. Já em 2017, ele e outros amigos que costumam fazer cosplay (atividade em que fãs se fantasiam como seus personagens-ídolos) adquiriram, também, as armaduras.


Soares afirma que a opção de vacinar-se fantasiado foi uma forma de chamar a atenção para um momento crucial pela qual passa a humanidade, que é a necessidade de imunização contra o coronavírus. "Nós usamos o artifício do cosplay para chamar atenção e para levar uma mensagem, seja ela referente ao filme ou não. Em casos que não se referem ao filme, levamos uma mensagem de apoio em ações em hospitais e creches, por exemplo. Então, decidi usar a armadura como forma de chamar atenção, de criar uma expectativa de ‘o que está acontecendo?’ e, com isso, atrair os olhares das pessoas e dessa forma incentivá-las a se vacinarem", justifica.


Arquivo pessoal
Arquivo pessoal


E causou alvoroço? Bem, a chegada do soldado espacial chamou a atenção desde a entrada. Quando os agentes de saúde e outras pessoas o viram chegando, prontificaram-se a tirar fotos com ele. Mas Soares entrou na fila e aguardou sua vez tranquilamente. E garante que não atirou em nenhum membro das forças rebeldes que pudesse estar por ali. "Sou um Stormtrooper comportado”, garantiu.

Continue lendo