Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Alarmante

Paraná é quinto colocado do Brasil em acidentes de trabalho

Simoni Saris - Grupo Folha
13 abr 2024 às 09:04
- Gilson Abreu/AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Em julho de 2023, uma série de explosões ocorrida em um silo de armazenagem de grãos da cooperativa C. Vale, em Palotina (Oeste), matou dez trabalhadores e feriu outros dez. Há pouco mais de um mês, o relatório do Ministério do Trabalho e Emprego apontou que as explosões foram decorrentes de falha na gestão de segurança da empresa. Casos como este engordam os dados estatísticos dos acidentes de trabalho que, no Brasil, somaram 612,9 mil ocorrências em 2022, sendo 2,5 mil delas com óbitos. É como se a cada dia quase sete pessoas morressem em consequência de acidentes laborais. Em números absolutos, o país ocupa o terceiro lugar no ranking mundial em mortes dessa natureza, atrás apenas dos Estados Unidos e da China.


Na classificação nacional na qual nenhum estado almeja ou se orgulharia de figurar nas primeiras posições, o Paraná aparece em quinto lugar em notificações de acidentes de trabalho. Foram 44.786 em 2022, com 232 mortes decorrentes no período. Naquele ano, a média no Estado foi de 122 acidentes de trabalho por dia. Os dados são do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) e do Catweb (Cadastro de Acidentes) e foram reunidos pelo Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho - SmartLab.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Navegar pela plataforma virtual é se deparar com uma realidade empresarial que a despeito de qualquer avanço em lucro e em produtividade ainda expõe os trabalhadores a inúmeros riscos. Riscos estes que poderiam ser prevenidos. A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que 96% dos acidentes de trabalho poderiam ser evitados, muitas vezes com práticas simples, como o uso adequado de equipamentos de proteção individual que, por determinação em lei, devem ser fornecidos pelos empregadores, ou com a criação de programas de prevenção pelas organizações.

Leia mais:

Imagem de destaque
Frontoplastia

Brunna Gonçalves faz cirurgia para reduzir a testa; entenda o procedimento

Imagem de destaque
Nova comunidade

Jovens místicos conquistam a internet com previsões e simpatias ao vivo

Imagem de destaque
Dificuldades na busca por relacionamentos

Você sabia? 67% dos homens no Tinder não vão para um date

Imagem de destaque
Saiba mais

Restituição do Imposto de Renda 2024 tem nova ordem de prioridade


Embora os dados reunidos pela SmartLab apontem redução no número de acidentes de trabalho nos últimos dez anos, o MPT (Ministério Público do Trabalho) frisa que os números não refletem a realidade. Segundo dados oficiais, em um comparativo entre 2012 e 2022, o Paraná baixou de 50.009 ocorrências em 2012 para 44.786 em 2022, um recuo de 10,44%. No entanto, Ana Lucia Barranco, coordenadora regional da Codemat (Coordenadoria de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho e da Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora), do MPT-PR, lembrou que o índice de subnotificação é alto. Estima-se que apenas em 2022, 6,5 mil casos de acidentes de trabalho não tenham sido notificados. Segundo a plataforma virtual, o índice de subnotificações no Paraná, naquele ano, foi de 14,5%.


Barranco ressaltou ainda o aumento da informalidade, da “pejotização” e outras situações que fazem com que muitas ocorrências não ingressem nas estatísticas. “É uma falsa impressão de que diminuiu. Os dados (oficiais) são só dos trabalhadores celetistas. Não entram os funcionários públicos, por exemplo, e a gente observou uma informalidade muito grande. Tem os autônomos, os MEIs (microempreendedores individuais), a pejotização. Depois que o STF (Supremo Tribunal Federal) liberou a terceirização, o número de empregos registrados em carteira diminuiu proporcionalmente.”


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA.


Imagem
Paraná é quinto colocado em acidentes de trabalho
No mês dedicado à prevenção de acidentes laborais, estatísticas apontam um longo trabalho a ser feito; em 2022 PR teve 44,7 mil acidentes
Imagem
Após ser chamado de ‘incompetente’ na ExpoLondrina, ministro de Lula reage
Os ataques do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), ao ministro da Secretaria das Relações Institucionais, Alex
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade