Pesquisar

Canais

Serviços

Censo

Educação: Índice de abandono escolar cai, mas ainda preocupa especialistas

- Reprodução/Pixabay
Isabella Alonso Panho - Especial para a Folha
20 jun 2022 às 09:16
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Criança e adolescente fora da escola parece um assunto do passado. Como a legislação estabelece a obrigatoriedade da matrícula, muita gente que estaria fora das estatísticas passou a ser acompanhada de perto pelo poder público. Contudo, os índices publicados em maio pelo Censo da Educação mostram que o problema é muito atual.  

Continua depois da publicidade


Segundo dados disponibilizados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), no Paraná os índices de abandono escolar em 2021 foram de 0,2% e 1,2% nos ensinos fundamental e médio, respectivamente. Londrina está acima desse número no ensino fundamental e abaixo no ensino médio: as taxas de abandono são de 0,3% e 0,8%.  


Conforme informado pela Seed (Secretaria Estadual de Educação) à FOLHA, há 816.859 estudantes matriculados em instituições públicas de ensino no Paraná. Apesar de alarmantes, os índices de abandono escolar são menores do que os registrados em 2020, primeiro ano da pandemia de Covid-19, quando os percentuais foram de 0,5% e 3,1% nos ensinos fundamental e médio. Em Londrina, em ambas as situações, as estatísticas foram bem menores naquele ano, atingindo os percentuais de 0,1% e 0,8%, respectivamente.  


No ensino médio, o abandono escolar tende a ser maior, por causa da inserção dos jovens no mercado de trabalho. E quanto menor a idade dos estudantes, mais eles tendem a ser contemplados por políticas públicas de acompanhamento da frequência na escola.  

Na rede municipal, segundo dados informados pela SME (Secretaria Municipal de Educação), para evitar que crianças e adolescentes abandonem os estudos, a pasta realizou 2.853 buscas ativas – quando equipes profissionais vão até a casa dos jovens – e precisou incluir 2.496 alunos em atividades de complementação da carga horária. Com o trabalho da rede, apenas 28 crianças continuaram em situação de evasão escolar no fim de 2021, por não terem sido localizadas pela SME.  

Continua depois da publicidade


Leia mais na Folha de Londrina.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade