23/06/21
PUBLICIDADE
Formada somente por mulheres

Invest UEL é única equipe do sul semifinalista em competição nacional sobre o mercado financeiro

Agência UEL
Agência <a href='/tags/uel/' rel='noreferrer' target='_blank'>UEL</a>


A Equipe Invest UEL, formada por estudantes do 4º ano do curso de Ciências Contábeis, do Cesa (Centro de Estudos Sociais Aplicados) da UEL (Universidade Estadual de Londrina), figura na semifinal do 2º Campeonato Brasileiro de Análise Fundamentalista do TC School (TradersClub). Entre as quatro equipes semifinalistas da competição sobre o mercado financeiro, a equipe da UEL é a única do Sul do país e ainda a única formada somente por mulheres. O debate da semifinal será realizado dia 6 de julho, às 19 horas, no canal do TC.

As estudantes Isabella Gimenez Basilio, Maria Raphaelly Guimarães de Almeida, Mariana Batista de Oliveira, Mayara Moretti e Ylani Monico Martins são orientadas pelo professor Daniel Ramos Nogueira, do Departamento de Ciências Contábeis, do Cesa.

Para Mayara Moretti, foi uma surpresa a classificação da equipe. "Éramos apenas algumas estudantes curiosas. Já estávamos bem felizes por termos passado para as quartas de final, pois é o primeiro contato de todas nós com o mercado financeiro. Agora estamos empenhadas em dar o nosso melhor na semifinal e levar a UEL um pouquinho mais à frente,” afirma.

Segundo Mayara, o grupo é o único formado apenas por mulheres. "As demais ligas ou são 100% homens, ou têm apenas uma ou duas”, constata. Apesar do relato, o aumento da participação e do interesse das mulheres na bolsa de valores já é uma realidade no país. Em maio, a B3 registrou a marca de 1 milhão de investidoras cadastradas no mercado financeiro.

Competição - A segunda edição do campeonato teve início em março de 2021 com a inscrição de 45 ligas universitárias de mercado financeiro do Brasil. Primeiramente, as equipes foram divididas em quatro chaves. As duas melhores de cada uma foram para as quartas de final, no mês de abril. Dentre essas oito equipes, no dia 25 de maio, quatro delas foram classificadas para a semifinal.

Os grupos participantes são desafiados a fazer um relatório de investimento de empresas que possuem capital na bolsa de valores brasileira B3, baseada na análise fundamentalista. Como explica o professor Daniel Nogueira, este é um estudo da situação financeira, econômica e mercadológica de uma empresa para avaliar a possibilidade de investimento – compra de ações na bolsa.

"É uma oportunidade para os estudantes aplicarem na prática o conhecimento discutido em sala de aula”, afirma o professor, responsável pela disciplina de Análise das Demonstrações Contábeis do curso de Ciências Contábeis da UEL. Ele ainda conta que duas equipes da Universidade se inscreveram para participar da competição. Infelizmente, o outro grupo, também formado por estudantes do curso de Ciências Contábeis, saiu na fase de chaves.

Quartas de final - Nas oitavas, a Invest UEL disputou com a equipe da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Guaratinguetá. O grupo de Londrina foi representado no debate pela estudante Maria Raphaelly. A gravação está disponível no canal do TC.

Segundo a estudante, houve uma preparação para o debate, com estudo do relatório do outro grupo e também de formulação de possíveis perguntas a serem feitas. A grande vantagem identificada por Maria é que elas são estudantes do curso de Ciências Contábeis. "A análise fundamentalista tem muito a ver com a contabilidade e várias equipes não são da área”, explica.

Na próxima etapa, a UEL disputa com a Liga Athos, da UFF (Universidade Federal Fluminense). Até 22 de junho, a equipe deve entregar relatório de investimento sobre uma empresa escolhida. Posteriormente, nos dias 5 e 6 de julho, haverá um debate entre as equipes, transmitido ao vivo, também via canal do TC.

Além das notas do relatório, da apresentação e do debate, também é pontuada a participação do público, com votação no Instagram, Twitter e site do TC School. Com a nota final, duas equipes passam para a final, que será disputada em 31 de agosto.

Oportunidade - Prestes a terminar o curso ainda neste semestre, as estudantes destacam que a experiência só trouxe benefícios. A jovem Maria Raphaelly conta que tem interesse em ir mais a fundo e conhecer melhor a área, além das oportunidades ofertadas pelo mercado financeiro. "Os próprios idealizadores da competição falam que o processo que a gente está fazendo é como se fosse na prática, de escolher a empresa, fazer a avaliação, ver todos os números. Dá para ver bem como é a prática mesmo”, relata.

Para Mayara Moretti, esta não era uma área pensada de início para atuação. Entretanto, a participação no evento tem trazido novas possibilidades. "Temos recebido convite de empresas de investimentos, para irmos conhecer. Abriu uma porta, que não havia pensado anteriormente”, salienta a estudante da UEL.
Redação Bonde com Agência UEL
PUBLICIDADE
Continue lendo
Tratamento de resíduos têxteis

Startup incubada na Intuel atua na logística reversa de tecidos de nylon

23 JUN 2021 às 17h48
Livros do Vestibular UEL

Literatura na Biblioteca debate a obra "A palavra algo” na próxima semana

23 JUN 2021 às 17h26
Cosméticos com antioxidantes

UEL conquista licenciamento de produtos dermocosméticos à base de Levana Microbiana

23 JUN 2021 às 16h45
Inscrições são gratuitas!

Núcleo EaD da UEL abre processo seletivo de cadastro reserva para professor

23 JUN 2021 às 16h32
Veja como se matricular

Ensino Médio EJA agora pode ser concluído em um ano e meio; matrículas estão abertas

23 JUN 2021 às 16h16
Autodidata dá dicas no YouTube

Estudante baiano comemora ida a universidade alemã com ajuda de vaquinha

23 JUN 2021 às 15h50
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados