Pesquisar

Canais

Serviços

Seed
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Para obter diagnóstico

Testes de avaliação nacional da educação começam na segunda na rede estadual do Paraná

Redação Bonde com AEN
05 nov 2021 às 14:42
Continua depois da publicidade

Começa nesta segunda-feira (8) e segue até 10 de dezembro a aplicação do Saeb 2021 (Sistema de Avaliação da Educação Básica), um conjunto de testes que têm como objetivo obter um diagnóstico da educação básica brasileira, incluindo escolas públicas e privadas. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Na rede estadual de ensino do Paraná, participarão das provas os estudantes do 9º ano do ensino fundamental (com questões de Língua Portuguesa e Matemática para todos e de Ciências da Natureza e Ciências Humanas para parte deles) e do 3º e 4º anos do ensino médio (com questões de Língua Portuguesa e Matemática).

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Além dos testes realizados pelos estudantes, o Saeb contempla também questionários que devem ser respondidos por secretários municipais de Educação, diretores de escolas, professores e estudantes. Os resultados preliminares serão disponibilizados posteriormente no Portal do Inep — Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, vinculado ao Ministério da Educação.


Colégios da rede estadual de ensino tiveram diversas atividades de preparação para o Saeb. Em Ivaiporã, no Colégio Estadual Antônio Diniz Pereira, houve ações de engajamento com os professores, pais e alunos.


“Tivemos propostas diversas, desde a Atividade Paraná e a Prova Paraná até material de apoio para os professores e banco de atividades”, conta o diretor José Roberto Pereira. “Observamos os níveis de acerto, de erro, os pontos de atenção. Os professores estiveram focados nas dificuldades que cada aluno apresentou.”

Continua depois da publicidade


No Colégio Estadual João Bettega, em Curitiba, foi produzido um material didático de acordo com os padrões das avaliações do Saeb, além de conversas com os estudantes para conscientizá-los a respeito da importância de avaliações externas como essa. 


“Explicamos que todo o resultado do exame se reverte em prol deles. É a partir desses resultados que pensamos em planos e estratégias para que eles tenham sempre uma educação de qualidade”, comenta a pedagoga Marta Aparecida da Silva.


O diálogo com a comunidade escolar a respeito da avaliação também foi uma prioridade no Colégio Estadual de Pato Branco. “Nosso grêmio estudantil fez um vídeo com orientações, porque é eficaz quando o aluno fala para o aluno. Os estudantes que são monitores de suas salas também fizeram esse trabalho de conscientização com os colegas”, afirma a diretora Luiza Kupchak. “No dia da prova, faremos uma apresentação cultural, após o exame, como uma forma de incentivá-los.”


A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte também promoveu nas últimas semanas lives para esclarecimento de dúvidas e capacitação a distância para orientar os coordenadores regionais e aplicadores a respeito da avaliação. Aconteceu, ainda, nas escolas da rede, a aplicação da Atividade Paraná – Saeb, uma avaliação com conteúdo voltado à matriz de referência do Sistema de Avaliação.


Saeb – Realizado a cada dois anos desde 1990, o Saeb é um conjunto de avaliações que permite ao Inep identificar os níveis de aprendizagem dos estudantes avaliados e os fatores que podem interferir no seu desempenho. Os testes e questionários são aplicados em todo o Brasil, na rede pública de ensino e em uma amostra da rede privada.


As médias de desempenho dos estudantes apuradas no Saeb, junto com as taxas de aprovação, reprovação e abandono (levantadas no Censo Escolar), compõem o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). 


A partir dessas informações, as escolas e as redes municipais e estaduais de ensino podem avaliar a qualidade da educação oferecida aos estudantes. Além disso, o resultado da avaliação oferece subsídios para a elaboração, o monitoramento e o aprimoramento de políticas educacionais.


São avaliados os estudantes dos 2º, 5º e 9º ano do ensino fundamental e dos 3º e 4º anos do ensino médio. Desde 2019, a avaliação passou a contemplar também a educação infantil, com questionários para professores e diretores dessa etapa.

Continue lendo