28/09/20
°/°
PUBLICIDADE
UEL em 21º lugar

Universidades paranaenses estão entre as melhores do país

As sete universidades estaduais do Paraná mantiveram o bom desempenho na avaliação do Ministério da Educação (MEC), divulgada nesta quarta-feira (11), que indica a qualidade do ensino superior brasileiro. Foram seis universidades com conceito 4 e uma com conceito 3, em uma escala que vai de 1 a 5.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia do MEC, as Universidades Estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), Centro-Oeste (Unicentro), Oeste do Paraná (Unioeste) e do Norte do Paraná (UENP) estão entre as mais bem colocadas no Índice Geral de Cursos (IGC) 2018.


O IGC é desenvolvido com base na média das notas dos cursos de graduação e pós-graduação de cada instituição. O indicador é responsável por sintetizar a qualidade de todos os cursos de graduação, mestrado e doutorado da mesma instituição de ensino.

"A classificação evidencia um posicionamento de destaque das nossas universidades estaduais no Brasil. Toda a comunidade acadêmica das estaduais está comprometida com uma educação pública, de qualidade e voltada para o desenvolvimento do Estado”, afirmou o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona.

No cenário nacional, a UEL ocupa a 21ª colocação entre as universidades públicas (federais, estaduais e municipais) brasileiras, consolidando-se como a segunda melhor do Paraná, atrás apenas da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

"A manutenção da nossa posição do ranking é fruto do trabalho de professores, estudantes e técnicos que garantem uma boa formação universitária. Somos uma universidade consolidada na qualidade”, disse o reitor da UEL, Sérgio Carvalho.

O Inep também avaliou 11 cursos de graduação da UEL, considerando o IGC e o Conceito Preliminar de Cursos (CPC), que representa uma média de diferentes medidas da qualidade. Destes cursos avaliados, oito apresentaram nota quatro, sendo considerados muito bons.

O CPC é um indicador de qualidade que avalia os cursos de graduação. Seu cálculo e divulgação ocorrem no ano seguinte ao da realização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), com base na avaliação de desempenho de estudantes, no valor agregado pelo processo formativo e em insumos referentes às condições de oferta (corpo docente, infraestrutura e recursos didático-pedagógicos).

Em 2018 foram avaliados os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Design, Direito, Jornalismo, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Secretariado Executivo, Serviço Social e Tecnologia em Gestão Pública.

A UEM está em 25ª lugar entre as universidades públicas brasileiras avaliadas. Entre as paranaenses, é a terceira melhor. O CPC avaliou 12 cursos da instituição e 7 deles conquistaram o conceito 4.

Pela primeira vez na história, a UENP alcançou o conceito 4 no IGC figurando entre as 30 melhores instituições de ensino do Paraná. A universidade teve quatro cursos avaliados, um com conceito 4 e três com nota 3.

A reitora da UENP, Fátima Padoan, destacou o trabalho desenvolvido pela comunidade acadêmica. "O índice traduz o crescimento da UENP no decorrer dos anos. Isso é reflexo do trabalho interno e de investimentos realizados pelo Governo do Estado”.

Ao todo, 1.769 instituições de ensino tiveram o Índice Geral de Cursos avaliados, entre universidades, faculdades, institutos, centros universitários e centros federais de educação tecnológica.

Das 34 universidades estaduais avaliadas, a Unicentro foi considerada a 6ª melhor do país, seguida pela Unioeste em 7ª. As duas universidades estão entre as 30 melhores instituições públicas brasileiras. A Unicentro também teve 17 cursos avaliados, 12 com nota 4. Dos 17 cursos da Unioeste 9 conquistaram o conceito 4.

"A Unicentro está muito orgulhosa com a avaliação dos cursos, bem acima da média nacional. Isso é fruto de um trabalho bem articulado entre professores, funcionários e alunos. É um resultado expressivo que garante destaque no cenário estadual e nacional”, afirmou o reitor da Unicentro, Osmar Ambrósio.

A UEPG figura entre as 10 melhores instituições estaduais do Brasil e entre as 47 melhores universidades públicas. Dos 10 cursos avaliados, 5 estão classificados com conceito 4. "A presença da UEPG entre as 10 melhores estaduais do Brasil revela a força do ensino superior paranaense e demonstra que o investimento no sistema estadual traz resultados, como os demonstrados pela avaliação”, destacou o reitor da UEPG, Miguel Sanches Neto.

A Unespar aparece entre as 86 melhores instituições públicas com 13 cursos nota 4 e 3.

RECREDENCIAMENTO – As cinco universidades estaduais estão passando pelo processo de Recredenciamento Institucional. Esse procedimento é requerido pelo Conselho Estadual de Educação e é coordenado pela Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

O recredenciamento ocorre a cada dez anos e, de acordo com a legislação vigente, busca garantir a continuidade das ações de ensino, pesquisa, extensão e inovação tecnológica ofertadas pela instituição. A UENP e a Unespar já tiveram o processo concluído.
AEN-PR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Aulas suspensas
Com nova rotina, campus da UEL muda paisagem e recebe animais silvestres
28 SET 2020 às 17h49
2º semestre de 2020
Inscrições para bolsas remanescentes do ProUni terminam quarta-feira
28 SET 2020 às 14h37
Ensino superior
Vestibular Unicamp tem recorde de candidatos de escola pública
28 SET 2020 às 14h24
Em visita ao IFPR
Em Londrina, ministro da Educação reafirma ser favorável ao retorno das aulas presenciais
27 SET 2020 às 17h47
Projeto
Universitários abordam a escolha da profissão para estudantes do ensino médio
24 SET 2020 às 17h34
Financiamento
Estudantes com Fies podem suspender pagamentos até o fim da pandemia
24 SET 2020 às 15h31
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados