Pesquisar

Canais

Serviços

UEM
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Confira

UEM confirma retorno das aulas presenciais a partir de 17 de janeiro

Redação Bonde com AEN-PR
14 jan 2022 às 16:03
Continua depois da publicidade

A UEM (Universidade Estadual de Maringá) confirmou o retorno das aulas presenciais na segunda-feira (17) para os veteranos das graduações e no dia 31 de janeiro para os calouros, conforme o calendário de retorno presencial aprovado pelo CEP (Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Nesta semana, a Comissão de Acompanhamento do Retorno das Atividades Letivas Presenciais da UEM e outros grupos envolvidos se reuniram para reavaliar todos os aspectos relacionados à retomada do formato presencial.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


“Tranquilizamos a comunidade acadêmica de que estamos monitorando com frequência as situações epidemiológicas de Maringá e de todo o Paraná para termos segurança”, disse Dennis Armando Bertolini, presidente do Grupo de Trabalho Administrativo para Gerenciamento de Questões Relativas à Covid-19.


Bertolini destaca que todas as decisões tomadas pela UEM são pautadas pela ciência e por dados e documentos oficiais fornecidos por secretarias municipais de saúde, Sesa (Secretaria de Estado da Saúde), Ministério da Saúde e OMS (Organização Mundial da Saúde).


Apesar da epidemia de H3N2, variante do vírus influenza A, e o crescimento exponencial no número de casos de Covid-19 no Paraná, Bertolini explica que há considerações que justificam a retomada das aulas presenciais nas graduações da UEM.

Continua depois da publicidade


A decisão leva em conta a análise dos cenários passado e atual, comparando dados de riscos; análise de variantes de preocupação, principalmente a Ômicron; índice de vacinação no Paraná (contra Covid-19 e gripe); incidência de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, leve e grave, e proporcionalidade entre Covid-19 e outras viroses; matriz de risco de Maringá e região; dados epidemiológicos; gravidade dos casos e taxa de internação em enfermarias e UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), além do tempo de permanência.


Desde o início da pandemia, em março de 2020, a UEM se dedica à avaliação do panorama de saúde para definir o retorno das atividades acadêmicas. “Está previsto na Resolução n.º 32/21 do CEP que o grupo de trabalho técnico faça o monitoramento da situação da pandemia para orientar a Administração nas decisões que forem necessárias com relação à manutenção ou não das aulas presenciais”, destaca Bertolini.


O retorno das aulas na universidade é referente ao segundo semestre acadêmico de 2021, que vai até 14 de maio. Elas recomeçaram no dia 10 de janeiro, de forma remota, e agora passam a ser presenciais.


Vacinação


Nesta quinta-feira (13), a UEM publicou o Ofício Curricular 1/22 da PEN (Pró-Reitoria de Ensino), que reitera a necessidade de alunos, professores e demais servidores apresentarem o comprovante de esquema vacinal completo contra a Covid-19 para acessar as dependências da universidade.


“Apenas poderão retomar as atividades letivas presenciais os discentes com esquema vacinal anti-Covid-19 completo, exceto nos casos de expressa impossibilidade clínica atestada por relatório médico.”


Alunos comprovam via Sisav (Secretaria Acadêmica Virtual) e os servidores via Portal do Servidor. Aqueles que não se vacinaram por impossibilidade clínica poderão optar por fazer plano de atividades domiciliares enquanto não forem imunizados.

Continue lendo