01/10/20
Polêmica

Pedro Bial diz que 'Democracia em Vertigem' é ficção alucinante e tem narração insuportável

Pedro Bial, 61, provocou polêmica nesta segunda-feira (3) ao afirmar que o documentário "Democracia em Vertigem", de Petra Costa, "é uma ficção alucinante" e que ele deu muita risada ao ver o filme, que é um dos indicados ao Oscar.

Divulgação/Febraban
Divulgação/Febraban


O apresentador falou sobre o assunto em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha.

"Achei muito engraçado o filme [Democracia em Vertigem]. É um non sequitur [inconsistência lógica] atrás do outro."

Bial criticou a narração de Petra Costa que, na sua visão, "é miada, insuportável. "Ela fica choramingando o filme inteiro."

Para ele, a leitura mais interessante para o documentário é a psicanalítica. "É um filme de uma menina dizendo para a mamãe dela que fez tudo direitinho, que ela está ali cumprindo as ordens e a inspiração de mamãe, somos da esquerda, somos bons, nós não fizemos nada, não temos que fazer autocrítica. Foram os maus do mercado, essa gente feia, homens brancos, que nos machucaram e nos tiraram do poder, porque o PT sempre foi maravilhoso e o Lula é incrível", disse ele, em referência à aparição da mãe de Costa, que lutou contra a ditadura militar, no filme

"É uma ficção alucinante. É mais que maniqueísmo, é uma mentira", afirmou. Apesar dessas características negativas, ele disse que o "filme é bom" e que Petra tem todo o direito de colocar a sua visão da história.

Bial citou a análise "Imparcialidade em documentários é ideia superada há muito tempo", feita por Renato Terra, e publicada nesta segunda-feira (3), na Folha de S.Paulo. "É um artigo brilhante, dizendo que de documentário não se deve exigir informação ou objetividade, mas se espera uma experiência. E isso o documentário dela [Petra Costa] provê. Agora cada um reage à experiência de um jeito. Eu reagi às gargalhadas, outros vão reagir com raiva, outros podem reagir se sentindo representados."

Na disputa com o documentário "Indústria Americana", ele diz acreditar que a Academia dará o prêmio ao brasileiro. Mas afirmou que o sírio "For Sama" pode ganhar, embora ainda não tenha visto a produção.

Bia elogiou outras produções de Petra Costa, como "Elena", de 2012. "Eu acho bacana que ela possa fazer o filme dela, é uma ótima cineasta. 'Elena', o primeiro filme dela, é bem urdido, profundo, bem contado", disse.
Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Beverly Hills
LeBron James compra mansão no valor de R$ 206 milhões
01 OUT 2020 às 16h38
Saiba mais
Dança dos Famosos decide abolir máscaras na competição para garantir rendimento dos artistas
01 OUT 2020 às 16h26
Veja os benefícios
Dia Internacional da Música: 5 motivos para aprender a tocar um instrumento
01 OUT 2020 às 15h34
Rockcast
Jovem cria podcast de rock durante a pandemia
01 OUT 2020 às 14h49
Back!
AC/DC anuncia retorno de Brian Johnson, Phil Rudd e Cliff Williams
01 OUT 2020 às 12h26
Confira!
Demi Lovato lança 'Still Have Me', sobre autoestima após rompimento do noivado
01 OUT 2020 às 12h19
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados