Pesquisar

Canais

Serviços

- Fernando Frazão/Agência Brasil
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Carnaval fora de época

Venda de ingressos para desfile na Sapucaí segue presencial

Redação Bonde com Agência Brasil
11 abr 2022 às 12:00
Continua depois da publicidade

Ainda há ingressos disponíveis para assistir ao desfile das escolas de samba do grupo especial do Rio de Janeiro, que ocorrerão nos próximos dias 22 e 23 na Marquês de Sapucaí, região central da cidade. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


O carnaval deste ano foi adiado pela prefeitura por causa da pandemia de covid-19.

Continua depois da publicidade


A venda online foi encerrada no último domingo (10) e quem adquiriu os ingressos deve fazer a retirada a partir desta segunda-feira (11) na Central de Atendimento e Vendas da Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba), na Rua da Alfândega, 25, lojas, A, B e C, durante o horário comercial.


Desde sexta-feira (8), os ingressos para as Arquibancadas Especiais e Cadeiras Individuais podem ser comprados presencialmente, com pagamento apenas em dinheiro, na Rua Salvador de Sá, atrás do Setor 11, no Sambódromo. O atendimento é de segunda a quinta-feira, das 10h às 16h. A cadeira individual custa R$ 230 a inteira e nas arquibancadas o valor varia de R$ 250 a R$ 500 a inteira.


Também estão disponíveis ingressos para o Desfile das Campeãs, no dia 30, com valores de R$ 160 a R$ 300 a inteira.

Continua depois da publicidade


No dia 22 irão desfilar as escolas Imperatriz, Mangueira, Salgueiro, São Clemente, Viradouro e Beija Flor. No dia 23 passam pela Sapucaí a Paraíso do Tuiuti, Portela, Mocidade, Unidos da Tijuca, Grande Rio e Vila Isabel. No Desfile das Campeãs se reapresentam as seis melhores colocadas. Nos três dias os desfiles começam às 22h.


Será exigido o passaporte vacinal contra a covid-19, incluindo a dose de reforço, para entrar no Sambódromo. A exigência do passaporte vacinal no Rio de Janeiro só deve ser suspensa quando a cidade atingir 70% da população adulta com a dose de reforço. Atualmente, o percentual está em 61,3%.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade