Pesquisar

Canais

Serviços

- Marcelo Cortes/Flamengo
Série A

Clubes discutem adiar rodada do Brasileiro após STJD liberar torcida ao Flamengo

15 set 2021 às 08:44
Continua depois da publicidade

Logo depois da decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) de liberar público em três partidas do Flamengo, os demais 19 times da Série A do Campeonato Brasileiro decidiram articular um movimento para adiar a próxima rodada do Nacional. A alegação é que a decisão afeta o equilíbrio técnico do torneio. A informação é do portal UOL.

Continua depois da publicidade


Continua depois da publicidade

Essa possibilidade de adiamento já havia sido debatida pelas equipes no Conselho Técnico extraordinário do campeonato, realizado no início do mês. A ideia é sustentada com base num texto divulgado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) após o encontro que reuniu os 19 times.


"Caso os clubes sinalizem com a utilização de liminar para contar com público nos estádios, a CBF irá analisar juridicamente a questão, uma vez que interfere na esfera de direito de terceiros adquirentes de propriedades comerciais da competição", diz trecho do documento.

Continua depois da publicidade


Ainda conforme o portal, o clima entre os dirigentes desses clubes é de irritação com a manutenção da liminar que libera torcida do Flamengo nos estádios em três partidas do clube. O adiamento da rodada, prevista para os dias 18, 19 e 20, ainda não está definido, mas muitos clubes já sinalizaram apoio.


"Se tiver público em algum jogo, está é a decisão dos 19 clubes. [A decisão] através do conselho técnico", disse o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan.


Os clubes ainda estão ponderando algumas situações, como o contrato que têm com Globo, dona dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. A emissora teria sua grade afetada, assim como o serviço do Premiere.


O primeiro dos três jogos do Flamengo nos quais o clube conseguiu liberação para ter público será contra o Grêmio, nesta quarta-feira (15), pelas quartas de final da Copa do Brasil. No jogo de ida, em Porto Alegre, não houve a presença de torcedores e os cariocas venceram por 4 a 0.


Ao negar o pedido dos clubes para suspender a liminar que concedia permissão ao time rubro-negro, o presidente do SJTD, Otávio Noronha, afirmou que não cabe ao tribunal impedir a presença de torcedores nos estádios e, sim, aos governos estaduais.


"Não cabe em princípio, à Entidade de Administração do Desporto, se imiscuir e negar vigência à execução do conjunto de medidas adotadas pelo Estado, para a retomada gradual das atividades - inclusive com reflexos na economia - por lhe faltar, além de competência, o adequado respaldo técnico e a legitimidade atribuída aos governantes democraticamente eleitos", afirma trecho do documento.

Continue lendo