Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação/SPFC
Série A

Com Rigoni em boa fase, São Paulo encara o Juventude

28 ago 2021 às 16:22
Continua depois da publicidade

As boas atuações recentes pelo São Paulo fazem com que Emiliano Rigoni comece a pensar alto. Depois do empate por 2 a 2 com o Fortaleza, pela ida das quartas de final da Copa do Brasil, quando fez dois gols, o atacante foi questionado sobre a possibilidade de voltar a vestir a camisa da seleção argentina e afirmou ser um de seus objetivos.

Continua depois da publicidade


Continua depois da publicidade

"Nunca vou perder minha ilusão de poder ter a possibilidade de voltar a jogar na seleção argentina", disse.

A conversa não é sobre algo distante de acontecer. O bom momento no São Paulo, segundo o próprio Rigoni, o melhor da carreira, fez com que o atacante de 28 anos entrasse no radar do treinador da Argentina, Lionel Scaloni.

Continua depois da publicidade


Scaloni era auxiliar de Jorge Sampaoli quando Rigoni foi convocado pela primeira vez, em 2017. O camisa 77 do São Paulo coleciona cinco convocações à seleção, todas ao longo do ciclo para a Copa do Mundo de 2018. O atacante, porém, entrou em campo apenas duas vezes e ficou fora da lista final do Mundial da Rússia. A esperança agora é de ser lembrado para a Copa do Qatar, no fim do ano que vem.


Depois de passagens apagadas por Zenit (RUS) e Elche (ESP), Rigoni reencontrou no São Paulo o bom futebol apresentado no Independiente, que o levou à seleção. Desde que chegou ao Morumbi, o atacante fez nove gols e deu cinco assistências. A casa são-paulina, inclusive, tem sido o local onde Rigoni se sente mais à vontade. Foram cinco gols e cinco assistências nos nove jogos que disputou no Morumbi.


"Pela quantidade de partidas e os gols que estou marcando, sem dúvida é o melhor momento da minha carreira. Claro que fico triste pelo resultado [empate com o Fortaleza], ninguém gosta, mas marquei dois gols. Há que aproveitar esse momento e seguir adiante", comentou.


A fase no São Paulo se equipara à ótima passagem pelo Independiente, entre 2016 e 2017. Rigoni terminou a temporada de 2017 com 11 gols em 30 jogos pelo Campeonato Argentino. Na época, atuava como meia ou ponta-direita. Desde lá, a habilidade com as duas pernas já se destacava. Na quarta-feira (25), contra o Fortaleza, isso foi o diferencial. Rigoni recebeu lançamento de Reinaldo, cortou Lucas Crispim com a perna direita e chutou de esquerda para abrir o placar para o São Paulo.


As atuações de Rigoni pelo Independiente criaram a lenda na Argentina de que torcedores veteranos do Racing, grande rival do clube, acompanhavam as partidas para apreciar o bom futebol do atacante. A afirmação, obviamente, não pôde ser comprovada, mas serve para dar a dimensão à atenção criada por Rigoni no futebol argentino antes de se transferir ao Zenit, da Rússia, por 9 de milhões de euros.


O próximo desafio de Rigoni com o São Paulo será neste domingo (29), às 16h (de Brasília), contra o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em ascensão no campeonato, o São Paulo começou a rodada em 12º lugar, com 21 pontos. Venceu suas últimas três partidas e já almeja subir até as primeiras colocações. O Juventude era o 13º, com 20 pontos, ao início da rodada. O time gaúcho deve ter novamente o desfalque do meia-atacante Wescley, contundido.


Confira como devem ser as escalações:


JUVENTUDE

Marcelo Carné; Michel Macedo, Vitor Mendes, Rafael Forster, William Matheus; Matheus Jesus, Guilherme Castilho, Wagner; Capixaba, Marcos Vinícios, Ricardo Bueno. T.: Marquinhos Santos

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Bruno Alves, Miranda, Léo; Daniel Alves, Luan, Rodrigo Nestor, Gabriel Sara, Reinaldo; Pablo, Rigoni. T.: Hernán Crespo

Estádio: Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

Horário: 16h (de Brasília) deste domingo (29)

Juiz: Antonio Dib de Sousa (PI)

VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Transmissão: Globo e Premiere

Continue lendo