Pesquisar

Canais

Serviços

Brasileirão

Adriano brilha no último Fla-Flu do Maracanã

Agência Estado
04 out 2009 às 21:05
- Divulgação/VipComm
Publicidade
Publicidade

Adriano e a torcida do Flamengo brilharam neste domingo na importante vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O primeiro fez dois gols e assumiu a artilharia da competição com 15 gols. A segunda, imensa maioria no Maracanã, estabeleceu um novo recorde de público no ano, entre todas as divisões: 78.409 pagantes (82.566 presentes) e mais de R$ 1 milhão de renda, superando os 76.211 de Vasco 4 a 0 Ipatinga, pela Série B.

Com o triunfo, o Flamengo chegou aos 41 pontos e está a apenas quatro do quarto colocado, o Goiás. O Fluminense continua sua via-crúcis, na lanterna da competição com 21 pontos.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Além da derrota, o Fluminense sofreu um susto, quando o jovem Alan se chocou de cabeça com David e precisou ser atendido pela ambulância. Mas o médico que o atendeu, Antônio Alberto, confirmou que não houve fratura ou algo grave. Ele foi levado a um hospital para fazer exames de rotina.

Leia mais:

Imagem de destaque
Luciano Rodríguez

Agentes querem usar Palmeiras para turbinar carreira de 'novo Suárez'

Imagem de destaque
Velhos conhecidos

Flamengo agoniza antes de Tite rever Corinthians em papéis invertidos

Imagem de destaque
Solidariedade

Palmeiras doará para o Rio Grande do Sul renda de jogo contra o Athletico-PR

Imagem de destaque
Série C

Ávila fala de evolução no Londrina EC, mas se preocupa com campanha


O Flamengo, como esperado, começou controlando o jogo, dominando a posse de bola e ditando o ritmo. Mas a superioridade era relativa. Fora uma boa chance com Zé Roberto, logo aos três minutos, os flamenguistas praticamente não obrigaram o goleiro Rafael a trabalhar.

Publicidade


O Fluminense, por sua vez, mostrava claramente suas pretensões na partida: defender para depois tentar se aproveitar de alguma falha adversária. O problema era que os jogadores eram lentos na saída para o contra-ataque.


A melhor chance dos primeiros 45 minutos acabou sendo do Fluminense. Alan tabelou bem com Adeílson, que lhe devolveu diante do gol vazio. Mas a finalização passou sobre a trave, aos 26 minutos.

Publicidade


A segunda etapa começou muito mais quente. Logo a um minuto, Adriano desperdiçou belo lançamento de Petkovic. Livre, colocou de direita e Rafael defendeu. Dois minutos depois, lance polêmico. Bruno saiu atabalhoadamente do gol para cortar cruzamento e trombou com Digão. O árbitro poderia ter marcado a penalidade.


No lance seguinte, Zé Roberto roubou bola de um sonolento Fabinho e tocou para Adriano, que cortou dois defensores e chutou forte, cruzado, para abrir o marcador.


Aos 10 minutos, o susto. David e Alan se chocaram fortemente de cabeça e o jovem tricolor levou a pior, chegando a desmaiar.

Aos 18 minutos, o golpe fatal. Leonardo Moura fez lindo lançamento e Adriano, que partiu de posição legal, se viu cara a cara com Rafael. Com calma, chutou de direita e ampliou. A partir daí, bastou ao Flamengo administrar a vantagem. Aos 37 minutos, Willians completou para as redes depois de passe de Adriano, mas a arbitragem marcou impedimento, em mais um lance duvidoso.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade