Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Amistoso neste domingo

Brasil encara o México no forte calor de Dallas

Agência Estado
03 jun 2012 às 09:51
Publicidade
Publicidade

Contra a Dinamarca e os Estados Unidos, a seleção brasileira surpreendeu boa parte de sua torcida ao mostrar um futebol ao mesmo tempo agressivo e envolvente, o que a levou a duas vitórias muito convincentes. Mas esses dois jogos parecem brincadeiras de criança quando comparados ao que o time de Mano Menezes vai enfrentar neste domingo. Às 16h06 (horário de Brasília), a seleção vai encarar o time principal do México no gigantesco e moderníssimo estádio Cowboys, que estará tomado por uma multidão de mexicanos enlouquecidos. E não é só isso: a previsão da temperatura em Dallas para a hora do jogo é de 36 graus Celsius.

O inferno de Dallas será uma prova e tanto para a seleção. Uma prova física e mental. Se passar por esse obstáculo desagradável, o time brasileiro ganhará muita força para aquilo que realmente lhe interessa, os Jogos Olímpicos de Londres, embora ainda haja um amistoso contra a Argentina no caminho até a Olimpíada - no próximo dia 9.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Se o calor deixar, a equipe de Mano Menezes vai colocar em prática a mesma fórmula que deu certo contra dinamarqueses e norte-americanos: marcação por pressão no campo de ataque desde o começo do jogo. A ideia é roubar a bola perto do gol adversário, pegando assim a defesa mexicana desprevenida. Nos dois jogos anteriores, a seleção fez gols logo depois de tomar a bola do time adversário.

Leia mais:

Imagem de destaque

Palmeiras assina com promessa e fixa multa em R$ 600 mi

Imagem de destaque
Envolvimento com apostas

O que trava a negociação para a volta de Paquetá ao Flamengo

Imagem de destaque
Alívio

Como foi a maratona caótica de 1 mês do Corinthians até finalmente sair do Z4

Imagem de destaque
Passou Abel

Veja o que Zubeldía, do São Paulo, fez para se tornar o rei dos cartões


Os jogadores brasileiros sabem que terão um teste duríssimo pela frente. Em primeiro lugar porque o México costuma complicar as coisas para a seleção, ainda mais quando joga em casa - o duelo é nos Estados Unidos, é verdade, mas a comunidade mexicana no estado do Texas é gigantesca e ela já tratou de esgotar os ingressos para a partida. Na prática, a equipe tricolor vai jogar em casa. "Vai ser o jogo mais difícil dessa nossa preparação, atrás apenas do jogo contra a Argentina", comentou o lateral-direito Danilo. "Vai estar muito calor em Dallas e os mexicanos têm um ótimo time. Vai ser uma partida muito difícil".


MUDANÇAS - O ex-jogador do Santos, aliás, talvez não sofra tanto com o calor, já que ele corre o risco de ver o jogo do banco de reservas. Como está em fase de testes para os Jogos Olímpicos, Mano Menezes já disse que pretende fazer duas ou três mudanças na equipe e Danilo pode dar lugar a Rafael, do Manchester United.

Quem muito provavelmente estará em campo é Alexandre Pato. Mano Menezes já havia cogitado escalá-lo contra os Estados Unidos, mas o deixou no banco e viu o jogador do Milan jogar muito bem nos pouco mais de 25 minutos em que esteve em ação. Como Leandro Damião não conseguiu mostrar um bom futebol na última quarta-feira, tendo até perdido uma chance claríssima de gol no primeiro tempo, está montado o cenário para Alexandre Pato, que chegou a ser dado como descartado da Olimpíada por causa de suas muitas lesões, voltar a vestir a camisa nove do Brasil.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade