Pesquisar

Canais

Serviços

'Zangado'

Campeão, Dunga alfineta imprensa

Agência Estado
18 jun 2009 às 08:49
- CBF
Publicidade
Publicidade

O título da Copa das Confederações, conquistado após uma virada emocionante sobre os Estados Unidos, não foi suficiente para deixar o técnico Dunga sorridente neste domingo. Ao contrário, o treinador da seleção brasileira apareceu de cara fechada para a entrevista coletiva após a vitória por 3 a 2. Preferindo dar os méritos da conquista para os jogadores, Dunga também aproveitou para alfinetar a imprensa em diversos momentos.

Para o comandante brasileiro, uma virada como a deste domingo é conquistada "só quando você tem uma equipe de homens, comprometidos." Dunga ainda seguiu elogiando os jogadores da seleção. "Nós temos total confiança nesse grupo", comentou o treinador, para quem o elenco é "muito capacitado". Daí pra frente, porém, começaram as indiretas para os jornalistas, que se tornaram alvo do técnico, claramente descontente com as críticas que recebe da imprensa.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Primeiro, Dunga desconversou sobre a dificuldade da vitória deste domingo. "Eu, como técnico do Brasil, toda partida é difícil", disse, para depois falar com ironia. "Quando nós ganhamos é porque o adversário deixou." Além disso, o treinador lembrou os que criticaram seus últimos treinos. "Algumas pessoas não entenderam o tipo de treinamento. A gente buscava mais a recuperação, tanto que a gente viu hoje (domingo), no final do jogo, jogadores inteiros."

Leia mais:

Imagem de destaque
A partir de R$ 99

Santos inicia venda de ingressos para partida contra o Botafogo-SP em Londrina

Imagem de destaque
A partir de julho

Palmeiras planeja férias para Felipe Anderson e estreia não será imediata

Imagem de destaque
Sete principais

13 brasileiros se sagraram campeões nacionais na Europa neste ano; quem são

Imagem de destaque
Reclamação

Jogos na segunda-feira incomodam São Paulo, que tinha promessa da CBF


Procurando comentar sobre o jogo deste domingo, Dunga explicou as falhas que resultaram nos gols dos Estados Unidos no primeiro tempo. "A gente não estava se posicionando bem para ter o homem da sobra", afirmou, completando que o erro foi corrigido na segunda etapa. "Tivemos a capacidade de fazer um gol logo no início e depois eu fiz duas alterações, colocando mais velocidade na equipe", disse. "A gente começou a aproveitar as laterais do campo."

Para a campanha vitoriosa na Copa das Confederações, Dunga apontou o bom relacionamento dos jogadores entre si e com a comissão técnica. "Quando você trabalha com um grupo como esse, a conscientização que eles têm, o profissionalismo nos deixa tranquilo, sem muitos problemas", destacou, para na sequência voltar a atacar a imprensa. "Nunca vi uma seleção ficar 30 dias e não ter problemas, vocês (repórteres) sem poder escrever nada."


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade