Pesquisar

Canais

Serviços

Histórico

Fortaleza alcança primeira final internacional ao bater o Corinthians na Sul-Americana

Lucas Bombana - Folhapress
04 out 2023 às 09:42
- Mateus Lotif/Fortaleza EC
Publicidade
Publicidade

Pela primeira vez em sua história, o Fortaleza chegou à final de um torneio internacional. Jogando com o apoio da torcida na Arena Castelão, na capital cearense -o público alcançou 60,4 mil torcedores-, o time comandado pelo argentino Juan Pablo Vojvoda venceu o Corinthians por 2 a 0.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

A classificação foi definida no segundo tempo. Aos 4 minutos da etapa final, o atacante Yago Pikachu dominou a bola dentro da área adversária, livrou-se dos defensores Fábio Santos e Lucas Veríssimo para bater forte da entrada da pequena área para vencer o goleiro Cássio, que não teve chances de defesa.

Leia mais:

Imagem de destaque
Romero marca dois

Corinthians espanta zebra, domina o Cianorte e avança na Copa do Brasil

Imagem de destaque
MAIS UM REFORÇO

Londrina EC anuncia contratação de atleta australiano

Imagem de destaque
Novidades

Após reformulação, revelações da base do Londrina EC ganham espaço

Imagem de destaque
4 anos e meio de prisão

Condenação de Daniel Alves é medida exemplar contra o machismo, diz vice-presidente da Espanha


Poucos depois, aos 10 minutos, o capitão Tinga recebeu um cruzamento certeiro vindo do lateral esquerdo Bruno Pacheco e cabeceou livre no contrapé do goleiro corintiano para ampliar o placar.

Publicidade


No jogo de ida, na Neo Química Arena, houve empate por 1 a 1, e a vitória na noite desta terça garantiu a classificação do Fortaleza para a final.


É a primeira final do Leão do Pici em um torneio internacional, em sua segunda participação na Sul-Americana. A melhor campanha do clube cearense até aqui em torneios internacionais havia sido a fase de oitavas de final da Copa Libertadores em 2022, quando perdeu do Estudiantes da Argentina.

Publicidade


É também a primeira vez que um time nordestino chega às finais da Sul-Americana. Até então, a melhor campanha de times da região havia sido as quartas de final, alcançada por Ceará, Bahia e Sport.


Na campanha até a final, o time cearense se classificou em primeiro na fase de grupos, deixando para trás San Lorenzo, da Argentina, Palestino, do Chile, e Estudiantes de Mérida, da Venezuela. Nas oitavas de final, superou o Libertad, do Paraguai e, nas quartas, venceu o América-MG.

Publicidade


O time cearense agora aguarda a segunda semifinal para conhecer o adversário da final da Sul-Americana de 2023. Disputam a vaga restante a LDU, do Equador, e o Defensa y Justicia, da Argentina. No jogo de ida, os equatorianos venceram por 3 a 0 dentro de casa, com dois gols do peruano Paolo Guerrero.


A final da Sul-Americana está prevista para o dia 28 de outubro, no estádio Domingo Burgueño, com capacidade para 25 mil pessoas, em Maldonado, cidade próxima a Punta del Este, no Uruguai.

Publicidade


Inicialmente, a final seria no estádio Centenário, na capital uruguaia Montevidéu, mas a Conmebol anunciou em setembro a mudança do local. A alteração teria ocorrido para evitar o risco de o estádio escolhido na capital estar relativamente vazio para a decisão.


O campeão da Sul-Americana garante uma premiação de US$ 5 milhões (R$ 25,5 milhões) e vaga na Copa do Brasil e na Copa Libertadores em 2024.

Publicidade


Impulsionado por uma gestão responsável financeiramente, liderada nos últimos seis anos pelo presidente da agremiação, Marcelo Paz, o clube cearense vem em uma trajetória ascendente de destaque no futebol nacional.


Até 2017, o time ainda disputava a série C do Campeonato Brasileiro, se sagrando vice-campeão da divisão naquele ano. No ano seguinte, sob o comando do técnico e ex-goleiro Rogério Ceni, conquistou a série B do Brasileiro.

Publicidade


Em 2019, o clube terminou a séria A do torneio nacional na nona colocação. O bom desempenho na elite do futebol brasileiro lhe rendeu a primeira participação em um torneio internacional em 2020, quando se classificou para a Sul-Americana, caindo para o Independiente da Argentina na primeira fase da competição.


Em 2021, chegou o argentino Vojvoda, dando continuidade à fase vitoriosa do clube, com a conquista de três títulos estaduais (2021, 2022 e 2023) e da Copa do Nordeste no ano passado.


Vojvoda já é o segundo técnico com mais tempo no comando de um time da série A, atrás apenas do português Abel Ferreira, que chegou ao Palmeiras no final de 2020.


A realidade é bem diferente da vivida pelo rival na semifinal da Sul-Americana -só em 2023, o Corinthians já teve cinco técnicos à beira do campo: Fernando Lázaro, Cuca, Danilo e Vanderlei Luxemburgo, esse último demitido após a primeira partida contra o Fortaleza e substituído pelo gaúcho Mano Menezes, que está em sua terceira passagem pelo time paulista.


O Fortaleza volta a entrar em campo no domingo (8) para medir forças contra o América-MG pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Castelão. Já o Corinthians pega o Flamengo no sábado (7) pelo Brasileiro, em Itaquera.


FORTALEZA

João Ricardo, Tinga, Brítez, Titi e Bruno Pacheco; José Welison (Lucas Crispim), Caio Alexandre (Lucas Sasha) e Pochettino (Pedro Augusto); Yago Pikachu, Guilherme (Machuca) e Lucero (Thiago Galhardo). T.: Vojvoda.


CORINTHIANS 

Cassio, Fagner (Bruno Méndez), Gil, Lucas Veríssimo e Fábio Santos (Matheus Bidu); Moscardo (Wesley), Maycon e Renato Augusto; Rojas (Gustavo Mosquito), Romero (Giuliano) e Yuri Alberto. T.: Mano Menezes


Local: Castelão, em Fortaleza (CE)

Data: 3 de outubro de 2023

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Andrés Rojas (COL)

Assistentes: Dionisio Ruiz (COL) e Jhon León (COL)

Árbitro de Vídeo: (VAR): Nicolás Gallo (COL)

Cartões amarelos: Pochettino e José Welison (Fortaleza) e X (Corinthians)

Público e renda: 60.451/R$ 1.829,561

GOLS

Fortaleza: Yago Pikachu e Tinga, aos 4 e 10 minutos do 2T


Imagem
Por que Endrick não deve ser titular do Palmeiras contra o Boca mesmo com gol
Endrick marcou contra o Red Bull Bragantino, ganhou elogio de Abel Ferreira, mas deve ficar no banco de reservas contra o Boca Juniors, na quinta-feira (5), pela volta das semifinais da Copa Libertadores
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade