Pesquisar

Canais

Serviços

No pleno

Julgamento de John Textor no STJD é adiado após pedido de vista

UOL/Folhapress
10 abr 2024 às 08:30
- Divulgação/Botafogo TV
Publicidade
Publicidade

O julgamento de John Textor no pleno do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) foi adiado. Em pauta estavam as declarações do dono da SAF do Botafogo após a derrota para o Palmeiras, no Brasileiro do ano passado.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O caso voltará a ser tratado na próxima sessão do Pleno. O auditor vice-presidente Felipe Bevilacqua pediu vistas no processo, e os outros auditores concordaram.

Leia mais:

Imagem de destaque
Veja a nota do atacante

Gabigol é multado e perde a 10 do Fla após foto com camisa do Corinthians

Imagem de destaque
Sedes

Veja os estádios que receberão jogos da Copa do Mundo feminina 2027

Imagem de destaque
Entenda

Reformulação no Palmeiras contará com reforço de peso e zagueiro talentoso

Imagem de destaque
De acordo

São Paulo: Lucas revela conversa com Zubeldía e onde vai jogar com técnico


O relator Maurício Neves Fonseca havia pedido o aumento da pena para 105 dias e multa de R$ 75 mil. Maurício se manifestou antes de Bevilacqua.

Publicidade


Maurício considerou que Textor infringiu dois artigos. Ele citou o 243-F, que fala em "ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto" e o 258-B, "invadir local destinado à equipe de arbitragem, ou o local da partida, prova ou equivalente, durante sua realização, inclusive no intervalo regulamentar".


Textou acompanhou a sessão de maneira remota. A imagem do dono da SAF alvinegra foi transmitida na sala do TJD-SP, onde aconteceu o julgamento.

Publicidade


O empresário recebeu suspensão de 35 dias e multa de R$ 25 mil no julgamento em primeira instância. Ele recebeu efeito suspensivo para aguardar o julgamento do pleno sem cumprir e punição


Vinícius Assumpção, vice-presidente geral do Botafogo, foi punido com suspensão de 15 dias. Ele fez uma publicação em rede social após a partida. A defesa argumentou que o dirigente não integra a SAF, mas tal ponto não foi levado em consideração.

Publicidade


Adryelson foi absolvido. O zagueiro, nesta terça-feira (9) no Lyon, da França, foi expulso naquela partida.
O Alvinegro foi punido com multa de R$ 5 mil. O valor a ser pago é por conta de copos arremessados no campo.


OUTRO JULGAMENTO

Publicidade


Textor vai enfrentar novo julgamento em breve. A ação acontece no STJD, após ele não apresentar as provas que disse ter sobre corrupção da arbitragem no Brasileiro. Em pauta na Primeira Comissão Disciplinar, o dono da SAF será julgado em sessão agendada para segunda-feira, por dupla infração ao Código Brasileiro de Justiça Desportiva.


Textor, em entrevista no começo do mês passado, afirmou possuir gravações de árbitros reclamando do não recebimento de propinas e citou manipulação de resultados nas três últimas edições da competição nacional.


Na última quarta-feira, o empresário prestou depoimento à Polícia Civil do Rio de Janeiro sobre os supostos casos de manipulação. Ele chegou à Cidade da Polícia acompanhado de três advogados.


O depoimento durou cerca de três horas. Ele saiu do local diretamente para o Estádio Nilton Santos, onde acompanhou a derrota do Botafogo na estreia na fase de grupos da Libertadores.


Imagem
Textor presta depoimento na polícia e diz que apresentou provas de manipulações no futebol
O empresário americano John Textor, dono da SAF do Botafogo, prestou depoimento nesta quinta-feira (3) na Cidade da Polícia, no Rio Janeiro, sobre suas acusações de manipulação de resultados em partidas de futebol do Campeonato Brasileiro.
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade