Pesquisar

Canais

Serviços

Rodrigo Gazzanel/Ag.Corinthians
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Favoritismo

Mais vitorioso do que Tite no Corinthians, Arthur Elias busca 10º título no feminino

Carlos Petrocilo - Folhapress
04 dez 2021 às 10:48
Continua depois da publicidade

Se o favoritismo do Corinthians for confirmado com triunfo sobre o São Paulo na decisão do Campeonato Paulista, o técnico Arthur Elias, 40, conquistará o seu décimo título pela equipe alvinegra.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

O primeiro jogo da decisão será neste sábado (4), às 16h, com entrada gratuita e presença somente da torcida do São Paulo no Morumbi. A partida será exibida pelo canal SporTV e pelas plataformas de streaming Paulistão Play, YouTube e Eleven.


Tite, o técnico mais vitorioso na história do futebol masculino do Corinthians, com seis títulos, sendo dois Brasileiros (2011 e 2015), uma Libertadores (2012), um Mundial de Clubes (2012), um Campeonato Paulista (2013) e uma Recopa (2013).


O paulistano Arthur José Ribas Elias chegou a jogar pelas categorias de base do São Paulo, mas ainda na adolescência desistiu da carreira de atleta. Na sequência, entrou no curso de educação física da Universidade de São Paulo (USP).

Continua depois da publicidade


Começou a trabalhar com a modalidade feminina aos 24 anos, em instituições acadêmicas. Trocou a USP pelo Mackenzie e ganhou o seu primeiro título por uma equipe profissional, o Campeonato Brasileiro de 2013, no comando do Centro Olímpico.


Para trabalhar nessa última equipe, Elias recebeu o convite da ex-jogadora de basquete Magic Paula, diretora do clube. Ele ingressou como coordenador, mas logo revelou a sua intenção de trabalhar como treinador.


No Corinthians desde 2016, Elias já comandou a equipe em 250 partidas: 200 vitórias e 784 gols, além dos nove títulos conquistados.


Tais marcas foram consolidadas na vitória por 2 a 0 sobre o Independiente de Santa Fe (COL), pela decisão da Taça Libertadores, no último dia 21. Adriana e Gabi Portilho marcaram os gols corintianos.


Em suas duas primeiras temporadas, quando havia a parceria Audax/Corinthians, o treinador levantou as taças da Copa do Brasil (2016) e da Libertadores (2017).


Em 2018, já separado do Audax, ele seguiu no Parque São Jorge e faturou o Campeonato Brasileiro daquele ano, feito que repetiria em 2020 e 2021.


Também abocanhou a Libertadores de 2019 e as edições do Campeonato Paulista de 2019 e 2020.
"Para mim é um orgulho disputar mais uma final e ter a chance de conquistar este décimo título. Pois sabemos das dificuldades em cada um desses nove campeonatos. A gente trabalha muito para que isso aconteça, consegui ter um crescimento profissional muito grande desde que cheguei no Corinthians", diz o treinador.


Cobiçado por outras equipes, ele já encaminhou a renovação do seu contrato com o Corinthians para o ano que vem. E tem o desejo de migrar para o futebol masculino.


"É objetivo, sim, e já tive convite. Isso [troca] deverá acontecer, não sei quando e talvez não demore muito. Me sinto preparado para qualquer desafio, não vejo essa distinção como muitos e o mercado fazem", afirma Elias.


"Não vejo sendo repetido o que a gente faz [tipo de trabalho] nem no feminino nem masculino. Então sei da minha valorização e pretendo, sim [migrar], só que é um passo que tem um risco, e a gente precisa medi-lo. Trabalhar num projeto que dê segurança e condições para desenvolver o trabalho."


Elias recorreu aos colegas da USP para formatar a sua comissão técnica. O auxiliar Rodrigo Iglesias, o preparador físico Marcelo Rossetti, o analista de desempenho Bruno Faust e o fisiologista Ronaldo Kobal estudaram na universidade.


Na decisão do título estadual contra o São Paulo, Elias reencontra um companheiro dos tempos de Centro Olímpico. Lucas Piccinato, 31, no comando do clube tricolor desde quando a modalidade feminina foi reativada no Morumbi, em 2019, revelou a gratidão e admiração pelo corintiano.


Enquanto esteve no Centro Olímpico, Elias convidou Piccinato para trabalhar nas categorias de base, em 2014, e, no ano seguinte, o promoveu para auxiliá-lo na condução do elenco profissional.


"Foi Elias que abriu as portas para mim no feminino. Tenho grande admiração pela pessoa e o profissional gigantesco, é um amigo que quero sempre por perto", afirma Piccinato.


A atual final do Campeonato Paulista será uma reedição da batalha de 2019. Na ocasião, o Corinthians levou a melhor sobre o São Paulo. Naquela temporada, as são-paulinas puderam comemorar o acesso à elite do Campeonato Brasileiro.
Desta vez, o time alvinegro é novamente o favorito pelo que tem feito ao longo desta temporada. Em 11 partidas do Estadual, o Corinthians ganhou dez e empatou só uma (com o Palmeiras). Já o São Paulo também venceu dez e sofreu uma só derrota, justamente para o Corinthians (2 a 1).


Na semifinal do Paulista, as corintianas passaram pela Ferroviária, de Araraquara, e as são-paulinas eliminaram o Santos.


Para acompanhar o Majestoso no Morumbi, é preciso apresentar o comprovante de vacinação completa ou teste com resultado negativo (antígeno ou PCR).


O segundo e último confronto do Paulista será na quarta-feira (8), às 21h, na Arena Barueri. Após a FPF (Federação Paulista de Futebol) anunciar a data do duelo, o Corinthians justificou que já havia alugado a Neo Química Arena, onde o banco Santander fará sua confraternização de final de ano.


Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)
Horário: 16h (de Brasília) deste sábado (4)
Transmissão: SporTV, Paulistão Play, YouTube e Eleven

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo