Pesquisar

Canais

Serviços

Ataques e palavrões

Maradona responde a processo na Fifa

Agência Estado
21 out 2009 às 22:06
- Divulgação
Publicidade
Publicidade

A FIFA confirmou, nesta quarta-feira, que iniciou o processo disciplinar contra o técnico da Argentina, Diego Maradona, por causa dos duros ataques, recheados por palavrões até de conotação sexual, que ele fez a jornalistas argentinos depois do país assegurar vaga na Copa do Mundo de 2010. No caso, o ex-jogador tomou a atitude após uma vitória por 1 a 0 sobre o Uruguai, em Montevidéu, pela rodada final das Eliminatórias do Mundial.

Por causa do processo, Maradona corre o risco de receber uma suspensão de pelo menos cinco jogos e ainda tomar uma multa de 19.800 dólares, caso seja condenado. "O processo disciplinar já foi aberto", afirmou o porta-voz da Fifa, Nicolas Maingot, em Budapeste, na Hungria. "Não temos mais detalhes agora", acrescentou.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Na semana passada, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, anunciou que abriria processo disciplinar contra o treinador por uma possível violação ao artigo 58 do código disciplinar da entidade, que estipula o seguinte: "Mediante atos ou palavras que humilhem, discriminem ou envergonhem uma pessoa ou um grupo de pessoas em razão de sua raça, cor de pele, idioma, credo ou origem de forma que atinja a dignidade humana (o infrator) será suspenso por no mínimo cinco partidas".

Leia mais:

Imagem de destaque
Sul-Americana

SBT tem maior audiência do ano em transmissão de vitória do Corinthians

Imagem de destaque
Favorito da torcida

Vini Jr. diz estar em sua melhor versão após gritos por Bola de Ouro

Imagem de destaque
Treta

Textor envia ao STJD gravação usada para alegar corrupção de ex-árbitro

Imagem de destaque
Fica ou sai?

Corinthians venera Cássio em meio a mistério no clube

Maradona, por sua vez, afirmou que não tem motivos para pedir desculpas pelo seu ato, enquanto o presidente da Associação Argentina de Futebol (AFA), Julio Grondona, minimizou a importância do fato. O dirigente defendeu o treinador e dizendo que o assunto só ganhou importância por envolver uma personalidade de grande destaque no futebol mundial como é Maradona.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade