Pesquisar

Canais

Serviços

Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Brasileiro e Libertadores

Palmeiras e Atlético-MG se reencontram ansiosos por títulos distintos

23 nov 2021 às 14:00
Continua depois da publicidade

A menos de uma semana para a final da Copa Libertadores, o torcedor do Palmeiras não pensa em outra coisa que não seja o confronto com o Flamengo, em Montevidéu, no próximo sábado (27).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Antes disso, porém, o time alviverde tem mais um compromisso pelo Campeonato Brasileiro, às 21h30 desta terça (23), contra o Atlético-MG, que está muito próximo de confirmar o título no Nacional, o segundo de sua história.


A partida será a primeira entre as duas equipes desde o empate em 1 a 1 em pleno Mineirão que colocou o Palmeiras justamente na decisão no Uruguai, hoje tida como prioridade por Abel Ferreira.


O Atlético, por sua vez, passou, desde o adeus à maior competição da América do Sul, a concentrar esforços no Brasileiro, em que é líder e soma 74 pontos, 16 a mais que o clube paulista, o terceiro colocado, que já tem 34 jogos, um a mais que os atleticanos.

Continua depois da publicidade


Concentrado na Libertadores e com o Brasileiro nas mãos do clube mineiro, o Palmeiras chega ao reencontro mirando a oportunidade de ao menos quebrar uma série ruim antes da final no Uruguai. A equipe vem de três derrotas consecutivas, para Fluminense, São Paulo e Fortaleza.


Depois da partida contra o líder do Campeonato Brasileiro, a delegação alviverde embarca para o Uruguai, na quarta (24), às 15h.


Curiosamente, na última temporada, a equipe dirigida por Abel também chegou à final do torneio continental em meio a uma série ruim. Antes de superar o Santos, no Maracanã, por 1 a 0, estava há três partidas sem vencer, todas pelo Nacional –foram duas derrotas (Flamengo e Ceará) e um empate (Vasco).


O duelo com o time carioca foi o último antes do clássico decisivo na Libertadores. E naquela ocasião, o técnico português mandou a campo, em 26 de janeiro, quatro dias de enfrentar o Santos, um time inteiramente de reservas.


Diante do Atlético-MG, o comandante vai lançar mão da mesma opção. Ainda que ele não confirme as suas escalações com antecedência, deixou isso claro nos últimos jogos, sendo inclusive bastante criticado por essa decisão, sobretudo após a derrota para o São Paulo, por 2 a 0, no Allianz Parque.


Na última rodada, ele também poupou uma série de titulares no revés diante do Fortaleza (1 a 0), mas não recebeu tantas críticas como após o clássico. O português, contudo, está convicto de suas decisões.


"Eu não faço milagres, não há magia com a forma que está organizado e feito o calendário. Sou pago para tomar decisões e assumo a responsabilidade das minhas decisões. Temos um plano e vamos segui-lo até o fim, aconteça o que acontecer", afirmou.


Contra o Atlético, a formação do Palmeiras deverá ter Jailson, Marcos Rocha, Kuscevic, Renan e Jorge; Patrick de Paula, Danilo Barbosa e Matheus Fernandes; Wesley, Gabriel Veron e Deyverson.


Caso consiga levar o Palmeiras ao tricampeonato da Libertadores, certamente serão poucos os torcedores que vão lembrar da atual série negativa. Por isso Abel aposta todas as fichas que tem no confronto com o Flamengo.


Com o adversário desta terça com a cabeça na decisão, o Atlético tenta dar os últimos passos rumo ao título brasileiro, que poderá ser confirmado matematicamente no domingo (28), diante do Fluminense.


Para isso, além de vencer os palmeirenses e a equipe carioca, precisa torcer para o Flamengo, o segundo colocado, não derrotar o Grêmio, nesta terça (23). Assim, os atleticanos somariam 80 pontos após o jogo com o tricolor carioca, enquanto o time da Gávea só poderia chegar a 79 com os jogos restantes.


Diferentemente de Abel, Cuca levará a campo o que tiver de melhor à disposição. Réver, com dores no músculo posterior da coxa esquerda, ainda é dúvida. Alonso e Vargas, desfalques recentes, voltaram a treinar com o restante do elenco, mas não têm escalação confirmada.


Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Horário: 21h30 (de Brasília) desta terça-feira (23)
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS)
VAR: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Transmissão: TV Globo e Premiere

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo