Pesquisar

Canais

Serviços

Para o Mundial

Prandelli defende renovação na seleção italiana

Agência Estado
08 out 2012 às 17:32
Publicidade
Publicidade

Vice-campeão da Eurocopa com a Itália, o técnico Cesare Prandelli afirmou nesta segunda-feira que o único caminho para a sua seleção é a renovação visando já a Copa do Mundo de 2014. O treinador lembrou o exemplo da Espanha, atual bicampeã europeia e campeã mundial.

"Estou estudando um lindo grupo de jogadores. Não quero falar de nomes para não dar a eles responsabilidade demais. Falei com o Del Bosque (técnico da Espanha) há 20 dias e ele me disse que depois da Copa mudou meia equipe. Mesmo assim foram à Eurocopa e ganharam de novo. Renovar a equipe é o único caminho", avaliou Prandelli.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O ataque é o setor onde a renovação gera maior polêmica. O treinador convocou Alberto Gilardino, de 30 anos, mas deixou de fora Antonio Cassano, que brilhou na Eurocopa, vem bem na Inter de Milão, e tem a mesma idade.

Leia mais:

Imagem de destaque
Série A

Brasileirão 2024 terá 134 estrangeiros; veja os números por país

Imagem de destaque
Palmeiras

Raphael Veiga cita aprendizado com Kaká e muda em campo para ser mais decisivo

Imagem de destaque
Indefinido

Paulinho surpreende e ganha sobrevida no Corinthians, mas não sabe do futuro

Imagem de destaque
Morelos

Santos pode usar caso de Lucas Lima para negociar jogador de maior salário


"Gilardino sabe bem qual é o seu papel agora, o de quinto ou sexto atacante. Se chamo Cassano, é para fazê-lo jogar como titular. Quero observar alguns garotos e sei perfeitamente o que pode nos proporcionar Cassano. É a mesma situação de Di Natale. Sei que o posso chamar a qualquer momento para resolver problemas", explicou Prandelli.

Quem volta ao elenco é Mario Balotelli, que ganha a primeira chance depois da Eurocopa. "Fiquei chateado porque ele escolheu ser operado justo na data das partidas (contra Bulgária e Malta, em setembro), mas depois pensei nas partidas que jogou para seu país e me senti reconfortado", comentou o treinador, que deverá escalar Balotelli como titular diante do Armênia, sexta, e Dinamarca, terça que vem, pelas Eliminatórias Europeias para a Copa de 2014.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade