Pesquisar

Canais

Serviços

- Rubens Chiri/saopaulofc.net
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Semana decisiva

São Paulo põe 3º pior ataque do Brasileirão à prova

14 set 2021 às 10:33
Continua depois da publicidade

O São Paulo começa sob pressão uma das semanas mais decisivas que restam na temporada. Após a derrota para o Fluminense neste domingo (12), terceira partida sem vencer, o Tricolor Paulista colocará à prova o ataque - o terceiro pior do Campeonato Brasileiro - contra o Fortaleza, pela Copa do Brasil, e o Atlético-GO na Série A. As vitórias nos dois jogos são imprescindíveis para a equipe de Hernán Crespo.

Continua depois da publicidade


Continua depois da publicidade

No primeiro confronto, vencer valerá classificação às semifinais da competição. No segundo, a chance de se afastar da zona de rebaixamento. No Brasileirão, o Tricolor soma 22 pontos e está na 16ª posição. Logo abaixo, com 21, o América-MG é o 17º colocado.


O contexto para esse momento não ajuda: com uma derrota e dois empates nas últimas três partidas, o time terá primeiro de superar o Fortaleza no Castelão-CE, onde o Leão tem um aproveitamento de 71% na temporada. No jogo de ida, o Leão do Pici empatou por 2 a 2 após estar com desvantagem de dois gols na partida.

Continua depois da publicidade


Depois, o segundo desafio será no Morumbi, contra o Atlético-GO, que está entre os seis melhores visitantes do Brasileirão.


Tropeçar em casa diante do Dragão pode devolver o Tricolor ao Z4, desde que haja vitória de América-MG ou Grêmio na rodada. Com 19 pontos, o time gaúcho tem um jogo a menos que os dois adversários diretos na tabela.


Terceiro pior ataque 


O São Paulo divide com o Atlético-GO o posto de terceiro pior ataque do Campeonato Brasileiro, com 16 gols. Abaixo estão apenas Grêmio (14) e Sport (8). Os números ruins na Série A apontam para uma necessidade dos últimos meses que a chegada de Jonathan Calleri também evidenciou: um artilheiro de ponta no elenco.


Para 2021, o Tricolor contava principalmente com três nomes para essa função: Pablo, Luciano e Éder. No entanto, nenhum atendeu às expectativas. Pablo é quem mais marcou pelo clube na temporada, com 13 tentos em 33 jogos, mas os gols perdidos em confrontos decisivos colocaram sua titularidade em contestação mais de uma vez.


Artilheiro do Brasileirão de 2020 com 18 gols, Luciano sofreu com seguidas lesões e pouco pôde fazer em 2021. Até o momento, são seis gols em 24 jogos.


Ex-Inter de Milão, Sampdoria e seleção italiana, Éder chegou ao Tricolor em março e até o momento não mostrou ser o goleador esperado. O centroavante balançou as redes cinco vezes em 22 partidas.


Antes meia, Vitor Bueno, que perdeu um gol decisivo contra o Fluminense, também tem atuado como um atacante, marcando seis vezes em 28 jogos. Até aqui, o atleta de 27 anos não caiu nas graças dos torcedores atuando na função.


Caso repita um desempenho igual ou próximo à média que apresentou em 2016, com 16 gols em 31 jogos, Jonathan Calleri terá tudo para ser o titular de Crespo.


No entanto, ainda sem a certeza da data de reestreia do atacante argentino, o treinador terá de resolver de outra maneira os problemas ofensivos.


A boa notícia, segundo o treinador, é a recuperação de Rigoni e Benítez, que entraram no segundo tempo contra o Fluminense e devem estar disponíveis para começar o duelo pela Copa do Brasil.


O jogo contra o Fortaleza, no Castelão, começará às 21h desta quarta-feira (15). Para avançar sem precisa da disputa de pênaltis, o Tricolor Paulista precisa da vitória na capital cearense.

Continue lendo