Pesquisar

Canais

Serviços

Ricardo Bianchini

São Paulo traz especialista que usa IA para combater pirataria de produtos

- Divulgação/São Paulo FC
Eder Traskini - UOL/Folhapress
24 nov 2023 às 13:30
Publicidade
Publicidade

O São Paulo contratou o escritório de Ricardo Bianchini para combater a pirataria de produtos oficias do clube.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

O escritório de Bianchini possui uma inteligência artificial que localiza produtos suspeitos pela internet. A 'IA' usa parâmetros como modelo, tamanho e, sobretudo, valor.

Leia mais:

Imagem de destaque
4 anos e meio de prisão

Condenação de Daniel Alves é medida exemplar contra o machismo, diz vice-presidente da Espanha

Imagem de destaque
Relação não foi consentida

Daniel Alves: Ex-jogador é condenado a 4 anos e meio por estupro

Imagem de destaque
Momento de brilhar

Copa do Mundo Palhano: a experiência profissional que todo jogador amador sonhou um dia

Imagem de destaque
Acusado de estupro

Daniel Alves é convocado a comparecer a tribunal, diz jornal catalão


A empresa do advogado atua no âmbito físico e virtual para localizar produtos não licenciados. A busca não é apenas por camisas, mas também canecas, cadernos, etc.

Publicidade


Uma vez identificado o produto falsificado, o vendedor é autuado e precisa pagar multa e indenização ao clube. Em caso de reincidência, a multa fica ainda maior, podendo chegar na casa dos R$ 70 mil.


"As indenizações podem variar caso a caso e são critérios nossos, em paralelo com a legislação. É inafastável indenizar o clube. Aqueles que não indenizam, nós providenciamos a instauração de inquérito policial e as medidas cabíveis para que o clube possa se ressarcir", disse Ricardo Bianchini, em contato com o UOL.

Publicidade


O Tricolor sabe que a busca por produtos oficiais na internet é grande e quer eliminar os anúncios que são falsos. O clube tem seus revendedores licenciados, mas entende que o torcedor pode se confundir na hora de comprar.


O advogado explica que muitas vezes, na internet, o consumidor conhece a plataforma em que está comprando, mas não o lojista em questão. 

Publicidade


"A pirataria se estabelece em dois ambientes: o físico e o virtual. Pela internet, você só sabe o site que está vendendo, mas não conhece a qualidade e a origem. Tanto que nós procedemos semanalmente uma série de denúncias para derrubar lojas dentro de plataformas. No ambiente físico, a atuação é feita mediante mandados de busca e apreensão."


Os rivais Corinthians e Santos já trabalham com o escritório de Bianchini contra a pirataria de produtos oficiais. Outros dois clubes do Rio de Janeiro e um de Minas Gerais também já fizeram contato com o mesmo intuito.


Além do combate por si só, outro objetivos dos clubes é a valorização dos parceiros que pagam royalties para comercializar produtos oficiais. A ideia é que, ao retirar a pirataria do mercado, as vendas dessas lojas sejam impulsionadas. 


Imagem
Gramado nos estádios de futebol vira tema de debate no Brasil e no mundo
Três notícias chamaram a atenção recentemente sobre a discussão de gramados no futebol
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade