Pesquisar

Canais

Serviços

Rubens Chiri/saopaulofc.net
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Série A

São Paulo vence o Palmeiras no Allianz e respira no Brasileiro

18 nov 2021 às 09:10
Continua depois da publicidade

O São Paulo foi superior ao Palmeiras nesta quarta-feira (17) e ainda contou com uma falha de Patrick de Paula para vencer o clássico no Allianz Parque, por 2 a 0. Com o resultado, a equipe tricolor conseguiu dar um respiro na luta para se distanciar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e ainda diminuiu as chances de o rival lutar pelo título.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Depois de ter sido goleado na última rodada pelo Flamengo, em pleno Morumbi, por 4 a 0, os jogadores são-paulinos entraram em campo pressionados. No meio de semana, torcedores organizados estiveram no CT para cobrar uma reação da equipe.


Ao conquistar uma vitória no clássico, o elenco dirigido por Rogério Ceni soma agora 41 pontos, cinco a mais do que o Bahia, o 17º colocado e primeiro na parte vermelha da tabela. Os paulistas, contudo, têm 33 partidas disputadas, enquanto os baianos entraram em campo 31 vezes no Nacional –nesta quinta (18), o Bahia encara o Sport, às 21h, fora de casa.


Também derrotado na rodada passada, no caso pelo Fluminense (2 a 1, no Maracanã), o Palmeiras perdeu a chance de diminuir a distância para o líder Atlético-MG. Estacionado nos 58 pontos, tem 13 a menos do que os mineiros, com um jogo a menos do que o rival e apenas mais cinco partidas até o fim do torneio.

Continua depois da publicidade


Com a chance remota de brigar pelo troféu, além da proximidade da disputa da final da Libertadores, em jogo único contra o Flamengo, no próximo dia 27, no Uruguai, o técnico Abel Ferreira optou por escalar um time recheado de reservas. Embora tenha conseguido levar perigo em alguns lances, viu o adversário ter as principais oportunidades de gol do primeiro tempo.


Na melhor delas, Gabriel Sara inaugurou o placar aos 23 minutos, com um chute forte de fora da área, que surpreendeu o goleiro Weverton.


A vantagem mínima no marcador durante os 45 minutos iniciais ficou até barata para os palmeirenses, já que os são-paulinos tiveram o controle do duelo. Segundo o site SofaScore, os donos da casa finalizaram três vezes contra sete do rival.


Depois do intervalo, o Palmeiras até voltou com mais ímpeto ofensivo, mas justamente quando crescia na partida, sofreu o segundo gol.


Aos 15 minutos, Patrick de Paula errou ao tentar recuar uma bola e entregou e presente para Luciano. O atacante avançou sozinho e bateu na saída de Weverton para ampliar. Aos 19, o autor do segundo gol teve a chance de matar o jogo, mas desta vez parou em boa defesa do goleiro.


Depois de 11 partidas sem marcar, Luciano deixou o São Paulo em situação bastante confortável na casa alviverde, onde os tricolores buscaram apenas a terceira vitória desde a inauguração do estádio, em 2014.
Ao todo, foram 14 clássicos na nova arena palmeirense, com nove vitórias dos mandantes, dois empates e três vitórias dos são-paulinos.


Foi, ainda, o sexto confronto entre as equipes na temporada, entre jogos pelo Paulista, Copa Libertadores e Brasileiro. No Estadual, o São Paulo superou o rival na decisão, depois de um empate sem gols no Allianz e uma vitória por 2 a 0 no Morumbi.


Na competição continental, o Palmeiras deu o troco. No primeiro confronto, houve um empate por 1 a 1 na casa tricolor e, na volta, os palmeirenses ganharam por 3 a 0, avançando à semifinal.


PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Luan, Kuscevic e Jorge; Matheus Fernandes (Raphael Veiga), Danilo e Patrick de Paula (Zé Rafael); Breno Lopes (Gustavo Scarpa), William (Wesley) e Luiz Adriano (Rony). T.: Abel Ferreira


SÃO PAULO
Volpi; Igor Vinícius, Arboleda, Miranda e Reinaldo (Léo); Nestor (Gabriel), Gabriel Sara, Igor Gomes e Vitor Bueno (Marquinhos); Rigoni (Eder) e Luciano (Benítez). T.: Rogério Ceni

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Público e renda: 35.570 torcedores; R$ 2.460.171,02
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Cartões Amarelos: Patrick de Paula (PAL); Vitor Bueno e Eder (SAO)
Gols: Gabriel Sara (SAO), aos 23'/1ºT; Luciano (SAO), aos 15'/2ºT

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo