Pesquisar

Canais

Serviços

Rubens Chiri/saopaulofc.net
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Cria de Cotia

Sara se destaca e consolida boa fase dos meias de Cotia no São Paulo

Brunno Carvalho - Folhapress
03 nov 2021 às 11:39
Continua depois da publicidade

A decisão de Rogério Ceni de escalar o São Paulo com três zagueiros na vitória por 1 a 0 sobre o Internacional no domingo (31) permitiu que Gabriel Sara tivesse uma função mais ofensiva no meio de campo. Era o que faltava para a ascensão do último membro do trio de Cotia que vem se destacando sob o comando do novo treinador.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Com liberdade para entrar na área do Internacional, Sara foi um dos melhores jogadores do São Paulo na partida. Logo aos 4 minutos de partida, ele recebeu bom passe de Reinaldo entre os zagueiros, ganhou da marcação e chutou para abrir o placar para o São Paulo.


O gol transformou a cria de Cotia no terceiro artilheiro da equipe na temporada, com oito bolas na rede -ele fica atrás apenas de Rigoni (11) e Pablo (13). Além disso, Sara é o segundo jogador com mais participações em gols do São Paulo no Brasileiro: dois passes para assistências, uma assistência e dois gols. Ele está atrás apenas de Rigoni, que participou de oito gols: quatro assistências e quatro tentos.


"Eu sempre fui um meia que pisou bastante na área, sempre tentei ser um elemento surpresa. Hoje fui mais do que o normal, porque o Rogério me deu mais liberdade para isso. E me agrada muito pisar na área e fazer alguns gols", disse Sara depois da partida.

Continua depois da publicidade


A escalação contra o Inter contou com meio formado por Gabriel Sara, Igor Gomes e Liziero, todos revelados em Cotia. Os outros dois já haviam feito partidas de grande destaque sob o comando de Ceni. Mesmo com atuações seguras, Sara ainda procurava um jogo como protagonista, que foi o que aconteceu agora.


"Ele [Rogério Ceni] me deixa com muita liberdade, ele conhece bem a minha intensidade, quer que eu explore isso, ele me deixa livre para atacar os espaços, explore mais, isso me dá mais confiança para tentar mais jogadas", prosseguiu.


A boa fase do trio tem sido elogiada constantemente por Rogério Ceni. O treinador já disse que enxerga os três como os motores do São Paulo. Na entrevista coletiva após a partida no Morumbi, Ceni se mostrou preocupado com a possibilidade de perdê-los no próximo ano.


"Liziero, Sara e Igor Gomes, o torcedor tem que ter orgulho de ter jogadores como esse. Demonstram interesse no dia a dia, estão sempre dispostos a aprender, se entregam. Os dois [Gomes e Sara] nas duas pontas de um tripé são motivo de orgulho para o são-paulino. Todo time é assim, mas eles representam muito esse novo momento do São Paulo", comentou.


"Uma pena que quando a gente vê um atleta surgir e jogar tão bem é sinônimo de que futuramente você pode perdê-lo. Mas são dois jogadores que eu não gostaria de perder para o ano que vem: Igor e Sara", completou Ceni.

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo