Pesquisar

Canais

Serviços

Veja alguns casos

Pênis falso, xixi do filho: malabarismos de atletas pra fugir de antidoping

UOL/Folhapress
27 mar 2024 às 14:00
- Alexandre Vidal/CRF
Publicidade
Publicidade

Gabigol foi suspenso por dois anos do futebol após não cumprir o protocolo de exame antidoping. Outros atletas já admitiram burlar as regras, usando "pênis falso" para escapar de punição.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O CASO DE GABIGOL

Leia mais:

Imagem de destaque
Zagueiro

Base no São Paulo, multicampeão no Flamengo: por onde anda Rodrigo Caio?

Imagem de destaque
Entrevista

Bia Haddad fala sobre como engravidar e até menstruar são desafios para mulheres no tênis

Imagem de destaque
Série A

Flamengo tem volta de Wesley e desfalque de Viña contra o São Paulo

Imagem de destaque
Mercado da bola

Mosquito recebe nova sondagem da Série A e tem futuro incerto


Após uma partida em 8 de abril do ano passado, ele teria tentado esconder a genitália no momento da coleta da urina, o que é proibido. O relato do oficial de controle afirma ainda que o jogador entregou o pote aberto, contrariando o que tinha sido pedido.

Publicidade


A ação de observar o pênis durante o teste é exigida para comprovar que o atleta testado não colocou urina de outro lugar ou de outra pessoa dentro do pote.


PÊNIS FALSO

Publicidade


Famosos de outros esportes já admitiram usar um pênis falso para fugir de punições. O ex-jogador de basquete Lamar Odom usou a tática antes das Olimpíadas de 2004, em Atenas. Em seu livro de memórias, "Darkness to Light", o campeão da NBA contou que foi avisado sobre o exame antes de se juntar aos atletas da seleção dos Estados Unidos. Ciente de que não seria aprovado no teste por causa do uso de drogas, ele buscou a alternativa.


"Não havia nenhuma chance de eu passar. Eu estava fumando maconha todos os dias no verão. Começamos a pesquisar pênis falsos e estudamos maneiras diferentes de enganar o teste de drogas. Depois de muita pesquisa, compramos uma pênis gigante, de borracha, para chegar no dia seguinte", afirmou.

Publicidade


Odom teria usado a urina do treinador da seleção para fazer o teste. Ele contou que encaixou o pênis de borracha por baixo da calça e que teve de apertar a prótese inúmeras vezes para que a urina saísse.


Um teste feito pela BBC mostra um modo "profissional" de usar a prótese. O jornalista colocou uma pequena amostra de urina em um saco de plástico, que ficou escondido no bolso de uma camisa. Já o pênis foi encaixado com um cinto em volta da cintura, sendo conectado ao reservatório de xixi por meio de um tubo de plástico. Segurando a base do pênis falso, a urina começou a pingar.

Publicidade


XIXI DO FILHO


O campeão de peso-pesado Mike Tyson admitiu que já usou o truque para não ser pego em testes antidrogas, usando a urina do próprio filho. A declaração foi feita em seu podcast, "Hotboxin' with Mike Tyson". O boxeador admitiu ter usado a prótese para não ser pego pelo uso de cocaína e maconha.
"Eu coloquei o xixi do meu filho nele. Antes eu usei o da minha mulher e ela ficava: 'amor, é melhor você torcer para não dar positivo pra gravidez' ou algo assim", disse o boxeador.

Publicidade


FICAR SOZINHO


Um outro exemplo é o corredor italiano Devis Licciardi, que tentou usar o pênis falso para escapar do doping em 2013, durante uma corrida de 10 km em Molfetta, na Itália.

Publicidade


O atleta pediu para ficar sozinho na hora de urinar, mas teve o pedido negado por infringir as regras esportivas, de acordo com informações do jornal "La Gazzetta dello Sport".


Licciardi assumiu que tentou burlar o exame, mas negou estar dopado, apesar de não querer dar detalhes dos "problemas" que o levaram a tentar fraudar o teste.


Ele acabou banido por três anos pelo Comitê Olímpico Italiano. A namorada do corredor, Sara Malpetti, foi acusada de ajudar o companheiro no plano e também foi banida por três anos e meio de qualquer evento esportivo no país.


Imagem
Gabigol é suspenso por dois anos por tentativa de fraude a exame de doping
O atacante Gabigol foi punido com dois anos de suspensão em julgamento concluído nesta segunda-feira (25) no Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade