Pesquisar

Canais

Serviços

Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Alimentação saudável

Confira cinco dicas de alimentos para aumentar a imunidade das crianças

Redação Bonde com assessoria de imprensa
14 out 2020 às 08:06
Continua depois da publicidade

Febres, resfriados, infecções e alergias são algumas das preocupações constantes na vida dos pais. Aumentar a imunidade das crianças se torna uma prioridade, principalmente em tempos de pandemia. O sistema imunológico é o responsável por barrar vírus, bactérias, fungos e parasitas, e por isso precisa ser fortalecido para proteger o corpo dos pequenos.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Segundo a engenheira de alimentos Melissa Gomide Carpi, os alimentos são os principais responsáveis pela tarefa de fortalecer a imunidade. "Uma alimentação saudável, rica em vitaminas e minerais, com macro e micro nutrientes, é essencial para aumentar a imunidade. Quando apresentamos às crianças uma alimentação saudável desde a infância, temos ainda mais chances de torná-las adultos conscientes da importância de escolher alimentos ricos, variados e saudáveis nas refeições, pensando em uma imunidade fortalecida a longo prazo”, explica a gerente de inovação de produto da Jasmine Alimentos.

Continua depois da publicidade


Anote estas cinco dicas para aumentar a imunidade das crianças por meio da alimentação:


Vegetais verde-escuros

Continua depois da publicidade


Rúcula, espinafre, couve e brócolis são alguns exemplos de vegetais com grande quantidade de ácido fólico e vitamina B9. "São substâncias que contribuem para uma maior resistência a infecções, por meio da formação dos glóbulos brancos. Os vegetais também atuam na defesa do intestino, um dos principais agentes patogênicos em crianças”, afirma.


Castanhas


A castanha-do-pará e a castanha-de-caju são ricas em magnésio, zinco, selênio e vitamina E. "Elas atuam no funcionamento das células, neutralizam radicais livres, são antioxidantes e melhoram a imunidade, além de acelerar a cicatrização. Contudo, as castanhas não são muito populares entre as crianças. Por isso, elas podem ser consumidas em receitas, como cookies integrais, granolas e pães sem glúten saudáveis”, pontua.


Frutas cítricas


Frutas como limão, laranja, acerola e kiwi são exemplos ricos em vitamina C, que possuem forte ação antioxidante e evitam a ação de radicais livres, que deixam o organismo mais suscetível à ação de agentes invasores. "As frutas cítricas também auxiliam na absorção de ferro, o que contribui para prevenir o desenvolvimento da anemia, além de serem ricas em fibras, que facilitam a digestão”, comenta.


Aveia


Seja como farelo, flocos grandes ou flocos finos, a aveia é um ingrediente de grande importância na alimentação dos pequenos por ser completo. "É uma fonte nutritiva de vitaminas, além de conter magnésio, zinco e fibra solúvel. Juntos, esses componentes auxiliam no bom funcionamento do organismo e do coração, cuidando da imunidade e contribuindo para a manutenção de níveis normais de colesterol no sangue", diz. A aveia também pode ser encontradas em receitas de cookies, rosquinhas, bebidas vegetais orgânicas e smoothies, por exemplo.


Chia e Linhaça

Se forem consumidas separadamente, a chia tem componentes que dão energia e saciedade, auxiliando no controle de peso. Já a linhaça, seja marrom ou dourada, revitaliza a saúde cardiovascular e tem ação antioxidante. Juntas, a chamada linchia reúne ômega 3, magnésio, zinco, vitamina A e vitaminas do complexo B.


Continue lendo