Pesquisar

Canais

Serviços

Não perca!

Churrasco sobrou? Aprenda a fazer uma deliciosa salada de carne

Receita: Folhapress
10 jan 2022 às 19:00
Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Tempo de Preparo Rendimento
2h 30 min
4 porções
Preparo Fácil
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Ingredientes

  • 500 g de carne bovina grelhada
  • 1 cebola roxa fatiada fina
  • 1 dente de alho picado fino
  • 2 colheres (sopa) de vinagre
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (sopa) de shoyu
  • Ervas frescas (salsinha, cebolinha, sálvia, coentro ou o que você tiver) a gosto
  • Sal (se necessário) e pimenta-do-reino a gosto
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Modo de preparo

1 - Resfrie a carne por pelo menos 2 horas ou até por 1 dia

2- No recipiente em que for servir o prato, misture todos os outros ingredientes (menos sal, pois a carne do churrasco já costuma ser salgada).

3 - Fatie a carne bem fina, removendo gorduras e tendões. Misture aos outros ingredientes e deixe na geladeira por pelo menos duas horas, para pegar gosto. Uma hora antes de servir, deixe a travessa em temperatura ambiente.

 

Aproveite o grelhado do dia anterior numa receita fácil e saborosa

 

Com a carne cara do jeito que está, todo churrasco é uma ocasião especial. Ninguém deve deixar de fazer churrasco, mas é essencial aproveitar tudo até o fim, pelo bem de seu bolso e por respeito ao alimento.

Churrasco costuma render sobras, especialmente se o grupo é pequeno. Peças de carne para assar podem ter um quilo ou mais, e o que não é consumido na hora acaba na geladeira, já grelhado.

Existem infinitas possibilidades para reaproveitar a carne do churrasco: picadinho, molho de macarrão, arroz carreteiro, yakissoba, carne louca para sanduíche.

Escolhi para hoje a mais simples de todas as receitas com sobras: salada de carne. É simplesmente a carne do churrasco, fatiada bem fininha, curtida em vinagre com cebola. Fica uma delícia no pão, com batata, com arroz ou com qualquer acompanhamento que você tiver.

Pode picanha? Evidente que sim. Mas também pode fraldinha, maminha, contrafilé, alcatra. Eu fiz com filé de costela, mas conhecido pelo seu nome em espanhol: bife ancho.

Na verdade, pode mesmo carnes que não foram assadas na brasa -bifes, lagarto cozido e outros-, mas a fumaça do carvão dá um sabor especial.

O ponto fica ao gosto do freguês. Eu prefiro malpassado, como um rosbife.

É importante refrigerar a carne por pelo menos duas horas antes do preparo. Quanto mais fria, mais fácil é fatiá-la. Quanto mais dura for a carne, mais finas devem ser as fatias.

Limpe a carne com cuidado, removendo gorduras, tendões e membranas. Lembre-se: este é um prato frio, e algumas partes que são macias quando a carne está quente tornam-se impossíveis de mastigar.

É um prato frio, mas melhor que não esteja gelado. Você pode guardá-lo na geladeira por um dia (fica até mais gostoso), porém lembre-se de tirá-lo pelo menos uma hora antes, para comer em temperatura ambiente.

Continue lendo

Últimas Receitas

Publicidade