Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Experiências no mercado de trabalho

Emerson Dias - Especial para a Folha
06 set 2010 às 12:21
Continua depois da publicidade

Aliada às novas profissões surgidas desde o início do milênio, o mercado de trabalho apresenta hoje duas situações aparentemente antagônicas: a segmentação cada vez maior de algumas carreiras e profissionais que fundem experiências distintas para suprir necessidades específicas do mercado de trabalho. Com essas mudanças, os salários também variam muito, abrindo espaço para que as remunerações sejam melhor negociadas.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Um exemplo recentíssimo de função que reúne conhecimento de meios diferentes é o pedagogo empresarial. ‘Este profissional atua num aprendizado específico do mundo corporativo. É um exemplo de que as empresas seguem a tendência de contratar observando a multidisciplinaridade’, diz o consultor Wellington Moreira.

Continua depois da publicidade


O especialista também cita exemplos de profissionais que atuam em funções diferentes das previstas tradicionalmente no currículo universitário. ‘Pela capacidade lógica e pela visão sistêmica, muitos engenheiros são convocados hoje para atuar como liderança em setores administrativos’.


Algumas instituições de ensino superior têm valorizado as engenharias. Uma das que mais investiu foi a Faculdade Pitágoras, que mantém quatro cursos (Engenharias Ambiental, Civil, de Controle e Automação e Engenharia Elétrica) e aguarda a aprovação final do MEC para mais três: Mecânica, de Produção e Química.

Continua depois da publicidade


‘Enquanto outros países conseguem formar mais de 50% da demanda exigida, o Brasil entrega apenas 17% dos engenheiros que o mercado necessita. A defasagem já é enorme sem incluir projetos gigantescos que vêm por aí’, alertou o diretor geral da Pitágoras, Marcus Rambalducci, referindo-se ao petróleo do pré-sal e e toda infraestrutura aérea, ferroviária e portuária que envolverão as Olímpíadas (2016) e a Copa do Mundo (2014).

Novos serviços e novas exigências dificultam levantamentos que mostrem médias salariais ou quais tendências seguem algumas profissões. ‘Essa oscilação entre áreas ou entre os próprios cursos existe, mas creio ser difícil apontar com precisão qual se está em alta ou em baixa’, avaliou o especialista em Remuneração, José Carlos Silva Damasceno, que mantém um site com informações sobre tendências e salários (www.salariosweb.com.br).


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade