Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

O Perfil dos Carguistas

Wellington Moreira
23 out 2012 às 11:38
Continua depois da publicidade

Algumas semanas atrás recebi o cartão de visitas de uma pessoa na qual o título do seu cargo estava descrito em letras garrafais: CEO. Sigla de uma expressão inglesa que significa algo próximo a Chefe do Setor Executivo e geralmente utilizada por quem é responsável pela direção ou presidência geral de uma empresa ou organização. Até aí tudo bem, mas o fato inusitado é que a pessoa em questão trabalha sozinha em seu escritório, sendo, portanto, presidente de si mesma.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Postura semelhante àquela adotada por certos profissionais que se importam apenas com o pomposo título da posição que ocupam e com aquilo que deve ser feito por elas se quiserem se manter no poder gozando os privilégios que tanto valorizam.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Pessoas que não se sentem motivadas a conquistar o respeito e a admiração do time, pois acreditam que o próprio cargo de gestão conferirá isto a elas e cujo raciocínio míope preceitua que ser chefe é fato suficiente para que a equipe de trabalho conceda as honrarias e deferências que acreditam merecer.


Definimos estes profissionais como carguistas. Indivíduos que vivem em função dos cargos que ocupam e que, por conseguinte, acreditam que dependem deles para "ser alguém na vida". Gente como aquele sindicalista que está no poder a duas décadas e "não larga o osso" de jeito nenhum ou como o supervisor de departamento que não forma um sucessor justamente para permanecer lá até a aposentadoria.


Contudo, não pense que isso acontece apenas em empregos que conferem uma boa remuneração. É possível encontrarmos pessoas que agem assim até mesmo em afazeres reconhecidos como voluntários. Isto explica porque alguns síndicos reclamam do trabalhão que têm no dia a dia, mas ainda se candidatam regularmente às eleições do condomínio. A eles é prazeroso dizer: "Sou síndico".

Continua depois da publicidade


Também fazem parte deste rol muitas das pessoas que atualmente rodeiam os candidatos a prefeito na campanha eleitoral da sua cidade com a esperança de serem lembradas logo adiante para a diretoria de um órgão ou, quem sabe, a secretaria de uma respeitável pasta do governo. Afinal, bajular o potencial rei agora ajuda a garantir o ducado de amanhã.


Realmente não é difícil reconhecer um carguista porque seus sinais são muito claros. Por exemplo, ele confunde a posição que ocupa com a pessoa que é. Ao cumprimentá-lo e perguntar seu nome, você inevitavelmente ouvirá como resposta: "Meu nome é Fulano de Tal e sou chefe da..." Imagine então o que ouviria ao questioná-lo a respeito do que faz!


O carguista ainda tende à impaciência, adora ser chamado de Senhor ou Doutor e quando confrontado não pensa duas vezes para disparar sua frase-símbolo: "Você sabe com quem está falando?"


Na sala de trabalho dele você encontrará uma cadeira imponente, diplomas estampados na parede e vários outros adereços que exaltem seus feitos, como quadros com fotografias ao lado de importantes líderes políticos ou empresariais. E é bem provável que em sua mesa haja uma placa na qual o título do cargo grafado em inglês e com letras serifadas se destaque. É mais chique.


Todavia, não pense que a vida de um carguista seja fácil. Enquanto goza das benesses do poder, parece ter o mundo aos seus pés e tudo o que diz e faz reverbera aos quatro cantos. Os problemas reais começam a aparecer quando desocupa a posição transitória que o sustentava e acaba esquecido pouco tempo depois até mesmo pelos leais seguidores que acreditava ter.


Você sabe que é um grande líder quando, mesmo já não ocupando uma posição formal de poder, as pessoas continuam a acompanhar suas recomendações. Quando tem a consciência de que elas poderiam emitir um sonoro não àquilo que diz e ainda assim preferem escutá-lo atentamente.


Veja outros artigos sobre o assunto:

Caput Consultoria e Treinamento
(43) 3029-5000 - Londrina/PR
www.caputconsultoria.com.br


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade