29/09/20
°/°
PUBLICIDADE
Cuide do seu pet!

Conheça as 5 doenças mais comuns em cachorros

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


Apatia, perda de peso e coceira excessiva são alguns sinais de que algo não vai bem com o cãozinho. No entanto, algumas doenças são silenciosas ou têm sintomas difíceis de o tutor identificar.


Ficar atento ao comportamento do animal e procurar ajuda do veterinário o quanto antes é fundamental para a recuperação do pet.

Thais Matos, veterinária da DogHero, aponta abaixo as cinco doenças mais comuns em cachorros e como os tutores podem preveni-las.

Doença do carrapato

A doença do carrapato é uma infecção que ataca o sangue e pode provocar a morte do animal se não tratada corretamente - e quanto mais cedo descobrir a doença, mais chances de sucesso no tratamento.

Essa enfermidade ocorre nas formas de erliquiose e babesiose e é diagnosticada por meio de exames laboratoriais. Os sintomas incluem febre, falta de apetite e perda de peso.

Uso de medicamentos específico, de xampu antiparasitas, eliminar os carrapatos do local em que o cão vive e higienizar o espaço com água, sabão e produtos de limpeza com pulgicidas e carrapaticidas são formas de evitar a doença.

Dermatite

A dermatite é uma infecção na pele causada por diferentes agentes que afeta principalmente os cães de pelagem longa e espessa, como o golden retriever e border collie.

Os principais sintomas são perda de pelos, coceira, vermelhidão na pele, lambidas e mordidas no local afetado. Cuidar da pele do animal, alimentação e limpeza do cachorro, além da atenção pré e pós banho, além de evitar contato com animais infectados com doenças de pele, são medidas preventivas.

O tratamento dependerá do tipo de dermatite identificado pelo veterinário, e pode ser oral, injetável ou apenas com sprays e pomadas na região afetada.

Otite

A otite é a infecção é mais comum em cães de raças como cocker, beagle e basset, já que a orelha caída acaba tampando o canal auditivo do animal e facilita o acúmulo de umidade.

Pode ser provocada por bactérias, acúmulo de cera e até pela entrada de corpos estranhos, como água, poeira, pedaços de algodão. O pet geralmente sente coceira nas orelhas, inclina a cabeça para um lado, apresenta feridas na parte de trás da região e cera escura e malcheirosa.

O tratamento será feito com medicamentos de uso tópico, além da higienização das orelhas. Para prevenir a otite canina, o tutor deve fazer a higienização ao menos uma vez por semana no cao de animal com orelha caída e a casa 15 dias nos pets com orelhas em pé ou curtas.

Parvovirose

A parvovirose é um tipo de infecção viral e se manifesta via gastrointestinal grave, causado por vírus contagioso e potencialmente mortal quando não tratado corretamente, ou por uma doença que ataca o coração ao causar uma miocardite aguda e, em geral, é responsável por morte súbita em filhotes.

O contágio ocorre através do contato com cachorros infectados ou fezes e vômitos infectados. Entre os sintomas estão letargia, vômito, diarréia, falta de apetite, hipotermia, taquicardia, desidratação, perda de peso e fraqueza.

A melhor forma de prevenir a parvovirose é manter a vacinação em dia, especialmente, as vacinas V8 e V10. Filhotes não devem ser expostos aos locais públicos antes de concluir a vacinação, para evitar possíveis contaminações.

Obesidade

O número de cães acima do peso tem crescido. Alimentação inadequada e pouco exercício físico são os principais motivos, e as raças com mais propensas são akita, beagle, buldogue inglês e francês, dachshund, labrador, pug e rottweiler.

O veterinário indicará o peso ideal é o planejamento de refeições e atividades físicas.

"O recomendado é evitar o máximo de petiscos industrializados, pois eles são ricos em gorduras e carboidratos, pobres em nutrientes e tiram o apetite para a ração equilibrada. O ideal é que o tutor opte por petiscos naturais, orientados por um especialista", diz a veterinária.
Lívia Marra - Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Companheirismo
Adoção consciente é a melhor maneira de se evitar maus-tratos e o abandono de animais
28 SET 2020 às 15h45
Veja os vídeos!
Papagaio leva choque e é reanimado com massagem cardíaca no Metrô de SP
26 SET 2020 às 15h38
Caravana de Bambi
Elefanta indiana viaja mais de mil quilômetros até Santuário de Elefantes do Brasil
25 SET 2020 às 15h59
Fauna
Paraná vai ampliar atendimento a animais vindos de tráfico e maus-tratos
23 SET 2020 às 16h44
Perigo
Com a primavera, cuidado com os pets e as plantas tóxicas
23 SET 2020 às 10h21
Saiba mais
Quer saber o que há de novidade mundo pet? Confira
22 SET 2020 às 09h07
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados