Pesquisar

Canais

Serviços

- Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Saiba o que fazer

Como as mudanças de estação influenciam na troca de pelo nos pets

Ana Clara Marcondes - Estagiária*
16 set 2021 às 19:18
Continua depois da publicidade

A primavera está chegando e se você tem pet em casa, já deve ter percebido que aumentou a queda de pelo dos animais. Cães e gatos fazem duas trocas sazonais. Elas deveriam ocorrer na primavera e no outono, mas devido ao clima tropical do país e estações do ano não tão definidas, os pets podem perder pelo o ano todo. Mas há um aumento nos meses de abril e maio, e setembro e outubro.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Nas trocas sazonais, o pet não apresentará falhas ou coceiras, pois conforme o pelo velho vai caindo, o pelo novo já vai substituindo os espaços. No entanto, é preciso ficar atento caso a queda de pelo excessiva seja por outros motivos. Dentre eles: estresse, desnutrição ou alimentação inadequada, infecções na pele, sarna e doenças sistêmicas. Nesses casos, o animal apresentará falha na pelagem e um veterinário deve ser procurado.


Quando a troca é sazonal, no caso dos cães, banhos semanais e escovações diárias podem ajudar. Já para os gatos, a escovação é uma boa opção. O hábito que pode ser adotado o ano todo, visto que gatos podem derrubar mais pelo e, como são autolimpantes, a escovação pode evitar as bolas de pelo.

Continua depois da publicidade


Os cachorros possuem diferentes tipos de pelagem e isso também interfere no processo, tanto em relação ao comprimento, como também espessura e função. Raças de pelo curto, geralmente, perdem muitos pelos, porque o pelo amadurece e chega ao seu tamanho total mais rápido.


As raças de pelo longo e que precisam ser tosadas regularmente são as que menos apresentam queda, pois têm pelo de crescimento contínuo. Como, por exemplo, Poodle, Lhasa Apso, Shih Tzu, entre outros.

Continua depois da publicidade


Sabendo que a troca é sazonal fica mais fácil se preparar para a época e garantir o bem-estar do pet e a organização da casa. (Com informações de Pet Care e Petz).


*Sob supervisão de Fernanda Circhia

Continue lendo