Pesquisar

Canais

Serviços

Reprodução/Instagram (@delegado.matheuslaiola)
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Confira o vídeo

Polícia Civil do Paraná procura homem que deu cerveja a capivara

Gustavo Batista - Estagiário*
26 out 2021 às 12:02
Continua depois da publicidade

Em vídeo recebido e divulgado pela Polícia Civil do Paraná, um homem aparece fornecendo cerveja a uma capivara. Sua identificação, agora, é o primeiro passo para responsabilizá-lo pelo ato.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Na gravação, o investigado, sentado em volta de uma fogueira, despeja a bebida em um copo e o leva até a boca da espécie silvestre, que ingere uma quantidade considerável.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Logo após, é possível ouvir ele exclamando: "Tomar cerveja com os amigos é uma coisa, tomar com uma capivara...". "Não tem preço", completa o autor da filmagem. Risadas acompanham a situação.


O que diz a polícia


O delegado Matheus Laiola, chefe da DPMOA (Delegacia do Meio Ambiente no Paraná), que se apresenta como defensor dos animais, avalia que a atitude caracteriza maus-tratos, já que o roedor pode vir a falecer pela ingestão de bebida alcoólica.

Continua depois da publicidade


Ele pede o compartilhamento das imagens até a localização do responsável e informa que detentores de informações podem contatar a DPMOA através do telefone (41) 3251-6200, tendo lhes garantido o anonimato.


Laiola informou, nesta segunda-feira (25), que a polícia conta com fortes indicídios de quem seria este homem. Segundo ele, um boletim estava sendo confeccionado e seria encaminhado à delegacia local. 


Reações


O vídeo compartilhado pelo delegado revoltou internautas. Uma mulher mostrou-se indignada pelo homem ter se aproveitado das necessidades do bicho: "O bichinho estava com sede, que maldade fazer isso".


Um outro opinou que o autor deve enfrentar as consequências da sua conduta: "Tem que responder por isso".


Uma terceira reprovou quem enxerga o episódio como cômico: "As pessoas ainda acham isso engraçadinho. É fogo."


*Sob supervisão de Larissa Ayumi Sato.


Continue lendo