03/08/21
No Brasil

30% das mortes de câncer estão relacionadas ao tabagismo

Na véspera do Dia Mundial do Combate ao Câncer, é importante lembrar como o vício pode destruir a saúde e provocar doenças fatais

O panorama do câncer no Brasil continua preocupando a população e as autoridades médicas. Há tempos atrás, a doença era considerada exclusivamente de idosos, porém, atualmente é comum observar a alta incidência da patologia em crianças e mulheres. Dessa forma, com a finalidade de alertar a população e intensificar a prática de medidas preventivas, é lembrado amanhã (4) o Dia Mundial do Combate ao Câncer.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) prevê que, somente entre 2012 e 2013, um milhão de brasileiros terá algum tipo de câncer, sendo 51% entre os homens e 49% entre as mulheres, segundo o médico oncologista e presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, Dr. Anderson Silvestrini. O câncer em si ocorre quando o crescimento tumultuado de células malignas invade os órgãos e tecidos do corpo e pode, inclusive, espalhar-se para outras regiões, processo conhecido como metástase.

O especialista faz uma comparação do crescimento do câncer no Brasil e revela que 10 anos atrás a confirmação do quadro clínico se dava em torno de 150 mil novos casos ao ano. Hoje, esse número subiu para 500 mil, o que significa um aumento superior a 200%. Mediante este resultado, a taxa de crescimento revela também que os principais tipos da doença são diferentes entre os sexos, com exceção da enfermidade de pele que é curável por meio do procedimento cirúrgico.

"As mulheres estão sujeitas ao câncer de pele e do colo do útero. Já para os homens, o câncer de próstata, de pulmão e do intestino são os mais suscetíveis", revela o especialista. Ainda que as estatísticas sejam alarmantes, a incidência de cura varia de acordo com o tipo da enfermidade, embora o melhor método seja investir nas medidas preventivas.

Câncer infantil

Enquanto algumas crianças aproveitam a infância em meio a brincadeiras e rodeadas pelo ambiente familiar e escolar, outras já travam uma batalha diária pela vida. A leucemia aguda, por exemplo, corresponde a 25% dos casos de câncer no período infantil, segundo o Dr. Celso Massumoto, médico hemato-oncologista do Hospital Oswaldo Cruz.

Segundo o especialista, crianças que apresentam o quadro clínico de Síndrome de Down e Anemia de Fanconi (enfermidade hereditária caracterizada pela insuficiência medular) apresentam mais chances de desenvolver a doença. Para o Dr. Anderson Silvestrini, lamentavelmente, é fato o aumento dos casos de leucemia infantil, embora menor em relação aos adultos, mas ainda sim alarmantes: cerca de 10 mil novos casos são registrados todo ano.

Prevenção ainda é o melhor remédio

O tabagismo é responsável por cerca de 30% das mortes ligadas à doença, e um fator que agrava as estatísticas é o hábito do fumo aliado à ingestão de bebidas alcoólicas. Para evitar esse comportamento, prevenir e diagnosticar um possível quadro de câncer, alguns exames como o de sangue oculto nas fezes (utilizado para identificar algum sangramento em ambos os sexos) são recomendados por especialistas.

"Para o sexo feminino, testes ginecológicos como o papanicolau (feito para detectar enfermidades futuramente) e o de mamografia (recomendado para mulheres acima dos 40 anos) são os indicados. Para os homens, além do exame de sangue oculto nas fezes, o de toque retal é fundamental na prevenção", comenta o especialista.

Mesmo que não se trate de informações novas, hábitos como a prática de exercícios físicos, manter uma alimentação saudável e evitar crises de estresse são a melhor forma de barrar o desenvolvimento do câncer. "O câncer é uma doença de envelhecimento, portanto, boa tarde da população terá algum tipo", adverte o Dr. Anderson Silvestrini. Mesmo assim, é importante seguir à risca essas recomendações e lembrar de que o diagnóstico precoce reduz o risco do câncer, bem como aumenta as chances de cura.
Redação Bonde com Saúde em Pauta
Continue lendo
Boletim diário

Com mais oito óbitos pelo coronavírus, Londrina atinge 1.889 registros

03 AGO 2021 às 18h45
Imunização

Londrina: 300 mil já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid

03 AGO 2021 às 18h15
Boletim diário

Maringá confirma mais quatro mortes e 164 casos do coronavírus

03 AGO 2021 às 17h38
Boletim diário

Paraná confirma mais 141 mortes e 3.069 infectados pelo coronavírus

03 AGO 2021 às 15h38
Chegou a hora

População de 32 anos recebe primeira dose da vacina nesta quinta em Cambé

03 AGO 2021 às 14h13
Boletim diário

Arapongas tem 16 novos casos e duas mortes por covid-19

03 AGO 2021 às 09h22
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados