Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Alerta

Cigarro provoca danos minutos após inalação, diz pesquisa

BBC Brasil
18 jan 2011 às 11:43
- Reprodução
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Um estudo realizado por cientistas americanos concluiu que a fumaça do cigarro começa a provocar danos genéticos minutos - e não anos - após chegar aos pulmões.

Os pesquisadores envolvidos no estudo de pequeno porte descreveram os resultados como um alerta para pessoas tentadas a começar a fumar.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A pesquisa é a primeira feita em humanos detalhando a forma como certas substâncias presentes no tabaco provocam danos ao DNA associados ao câncer e foi publicada na revista científica Chemical Research in Toxicology.

Leia mais:

Imagem de destaque
Ensino Superior

Brasil tem 22 graduações avaliadas entre as melhores do mundo, aponta ranking

Imagem de destaque
Fitofotodermatose

BBB 24: Dermatologista alerta para riscos do contato da pele com frutas cítricas ao sol

Imagem de destaque
Alerta

Hepatites virais matam 3,5 mil pessoas por dia no mundo, afirma OMS

Imagem de destaque
Alarmante

Brasil lidera países com maior incidência de câncer de pênis, responsável por 600 amputações por ano


A publicação, cujos artigos são aprovados por cientistas, é uma entre 38 revistas publicadas pela American Chemical Society.

Publicidade


Danos ao DNA


O cientista Stephen S. Hecht e sua equipe comentam no artigo que o câncer de pulmão mata três mil pessoas por dia, a grande maioria delas, em consequência do fumo.

Publicidade


O fumo também está associado a pelo menos 18 outros tipos de câncer.


Há evidências de que substâncias nocivas presentes na fumaça do cigarro, chamadas hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (ou HPAs), seriam responsáveis pelo câncer de pulmão.

Publicidade


Até hoje, no entanto, os cientistas não tinham informações sobre a forma específica como os HPAs presentes na fumaça do cigarro danificavam o DNA humano.


Como parte do estudo, financiado pelo Instituto Nacional do Câncer, os cientistas adicionaram um HPA específico, o fenantreno, a cigarros, e depois monitoraram o progresso da substância nos organismos de 12 voluntários que fumaram os cigarros.

Publicidade


Substâncias tóxicas


Os cientistas dizem ter verificado que o fenantreno rapidamente formou substâncias tóxicas no sangue dos voluntários, provocando mutações que podem causar câncer.

Publicidade


Os fumantes desenvolveram níveis máximos da substância em um intervalo de tempo que surpreendeu os próprios pesquisadores: entre 15 e 30 minutos após os voluntários terminarem de fumar.


Os pesquisadores disseram que o efeito foi tão rápido que foi equivalente a injetar a substância diretamente na corrente sanguínea.

Publicidade


"Este estudo é único", escreveu Hecht, um renomado especialista em substâncias causadoras do câncer encontradas na fumaça do cigarro e no tabaco sem fumaça.


"Ele é o primeiro a investigar o metabolismo humano de um HPA adquirido por meio de inalação de fumaça de cigarro, sem interferência de outras fontes de exposição como a poluição do ar ou a dieta.

"Os resultados relatados aqui devem servir como um aviso aos que consideram começar a fumar."


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade