Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Contra a pólio

Curitiba pretende vacinar 114 mil crianças

Redação Bonde com PMC
16 jun 2012 às 12:03
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Começa neste sábado (16) a campanha de vacinação contra a pólio em todo País. Em Curitiba, a abertura simbólíca da campanha foi feita pelos secretários da Saude municipal, Eliane Chomatas, e estadual, Michele Caputo Neto, às 10h30, na Boca Maldita. A vacinação neste sábado se estende das 8h às 17h, em 267 locais, entre unidades básicas e postos volantes.

O primeiro dia de vacinação marcará também a intensificação da dose de reforço contra a gripe para as crianças que tomaram a aplicação inicial há pelo menos 1 mês.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A meta da campanha contra a pólio é vacinar pelo menos 108.533 das 114.246 crianças menores de 5 anos residentes na cidade, o que representa 95% da população alvo.

Leia mais:

Imagem de destaque
Estratégia de redução de danos

Países adotam vapes para reduzir uso do cigarro, mas não há consenso científico sobre estratégia

Imagem de destaque
Alerta

Saúde pede atenção para casos de febre Oropouche no Brasil

Imagem de destaque
Como Yuri fez com a Iza

Um em cada dez homens traem a mulher na gravidez, diz estudo

Imagem de destaque
Entidades privadas

Conselho proíbe acolhimento de crianças e adolescentes em comunidades terapêuticas


A vacinação faz parte da campanha nacional de imunização contra a poliomielite. Pela primeira vez em 33 anos da ação e por decisão do Ministério da Saúde, a dose será ofertada em apenas uma etapa. Até o ano passado a campanha abrangia duas etapas, em geral realizadas em junho e em agosto.

Publicidade


Em cada uma delas a criança recebia uma dose – duas gotinhas e, depois, mais duas. Dessa vez, quem não conseguir ir a um posto de vacinação no sábado poderá procurar a dose em qualquer uma das 109 unidades básicas de saúde até 6 de julho, nos dias e horários de funcionamento de rotina.


No ano passado a campanha de vacinação contra a paralisia infantil imunizou, em Curitiba, 122.156 crianças na primeira fase (106,9% de cobertura) e 114.246 ma segunda (103,5%). Os dados indicam que crianças de outras cidades se vacinaram aqui. A doença não registra casos no Brasil desde 1989, no Paraná desde 1986 e em Curitiba desde 1985.

Mesmo assim, as campanhas continuam na agenda do Ministério da Saúde porque o vírus ainda circula no mundo e é a doença é considerada endêmica pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no Afeganistão, na Nigéria e no Paquistão. A Índia saiu recentemente dessa lista. Porém, Angola, Chade e Congo, que já estiveram livres da doença, voltaram a registrar casos em 2012.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade