Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Continue a cuidar

Dengue mantém tendência de queda de casos em 21 estados mais DF

Raíssa Basílio - Folhapress
08 mai 2024 às 13:07
- Caroline Knup
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Os casos de dengue no país estão em queda em 21 estados e o DF, segundo anunciou o Ministério da Saúde na última terça-feira (7). Houve uma redução significativa nos casos, segundo Ethel Maciel, secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente da pasta.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Aumento de internações

Chegada do inverno eleva casos de síndrome respiratória no país, diz Fiocruz

Imagem de destaque
Alerta para a população

Prevenção de quedas: saiba como minimizar os riscos para idosos

Imagem de destaque
Mais segurança a empregadores

Saúde vai mudar emissão de atestados médicos para evitar fraudes em Londrina

Imagem de destaque
Prevenção e diagnóstico precoce

Crianças matriculadas em escolas municipais da zona norte terão atendimento oftalmológico neste sábado

"Nós temos uma mudança importante para anunciar, que 22 estados estão com tendência de queda", disse Maciel, em entrevista a jornalistas na última terça (7). Há estabilidade em quatro estados, Ceará, Maranhão, Pará e Tocantins, enquanto apenas o Mato Grosso continua com uma tendência de aumento.

Publicidade


Na semana anterior, o país já demonstrava esse quadro em relação a queda ou estabilidade em relação ao número de casos. Com essa melhora, alguns municípios estão começando a retirar decretos de emergência, com dez decretos estaduais e 621 municipais emitidos até agora.


Outros quatro já foram revogados nas últimas semanas, no estado do Acre, no município do Rio de Janeiro e em dois municípios de São Paulo.

Publicidade


Apesar da melhora na situação epidemiológica da dengue nessas localidades, o número de pessoas infectadas continua alto, diz Maciel. O número de casos prováveis de dengue, até a última terça (9), é de 4.500.594, com 2.336 óbitos confirmados e outros 2.439 em investigação.


A letalidade geral está em 0,05%, enquanto a letalidade dos casos graves indica 0,473%. De acordo com o ministério, o governo deve continuar a enviar recursos e suportes para os estados e municípios, incluindo testes e inseticidas.

Publicidade


A pasta afirma também que uma grande preocupação atual é o possível aumento de casos devido às mudanças climáticas. Com base em projeções matemáticas, o Ministério da Saúde diz que espera uma antecipação nos casos de dengue em 2025, devido ao aumento da temperatura e pelas ondas de calor.


Por conta disso, o ministério deve realizar novas conversas com estados, municípios e demais autoridades de saúde para ajudar na mobilização e prevenção para o cenário do próximo ano.


Para ilustrar, Maciel cita que as compras de inseticidas aumentaram em 400% em comparação ao ano passado. Além disso, o uso de recursos também superou o projetado e já estamos utilizando esses recursos além do esperado.


Embora a previsão não seja concreta, a secretária reforça a importância de o país estar atento para um ciclo de dengue antecipado. A projeção é que essa preparação comece ainda este ano.


Imagem
Entenda o que é trombose com trombocitopenia, efeito raro da vacina da AstraZeneca contra Covid
A farmacêutica AstraZeneca parou de fabricar a vacina contra a Covid. Em nota, a empresa afirmou que houve um declínio na procura do imunizante, e por isso não é mais fabricado nem distribuído.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade