Pesquisar

Canais

Serviços

AEN
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Não é só Covid!

Londrina registra 5,7 mil casos positivos de dengue e oito óbitos pela doença desde janeiro

Redação Bonde com N.com
24 jun 2021 às 17:52
Continua depois da publicidade

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou, nesta quinta-feira (24), novo boletim com dados atualizados sobre a dengue em Londrina. O relatório mostra que a cidade registrou, desde a primeira semana de janeiro, 16.595 notificações por suspeita de dengue. Dentre todos os casos suspeitos, 5.736 deram positivo para a doença.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Ainda dentre as notificações, 6.868 casos foram descartados. Outros 3.248 estão em análise, e aguardam o resultado de exames. Em relação a óbitos, Londrina registrou oito mortes provocadas por dengue este ano.

Continua depois da publicidade


Neste final de semana, os agentes de Controle de Endemias da SMS irão atuar de forma concentrada em bairros com maior incidência e prevalência de casos de dengue, caso as condições climáticas estejam favoráveis. O objetivo é conter a proliferação do Aedes aegypti, que transmite a dengue e outras arboviroses.


Segundo o coordenador de Endemias da SMS, Nino Ribas, durante o inverno é importante intensificar a eliminação de todos os objetos em desuso que estejam nos quintais ou ao ar livre, fazendo a separação dos recicláveis e dando a correta destinação. "Esses objetos são os que mais proporcionam a proliferação do Aedes aegypti”, citou.

Continua depois da publicidade


Ribas explicou que, com a chegada do inverno e as baixas temperaturas, a tendência é que a incidência do mosquito diminua, já que nesse período a proliferação do mosquito é mais lenta. "Mas a desova em recipientes continua, e estes ovos permanecem ativos, mesmo sem contato com água, por mais de um ano. Chega o verão e com ele as chuvas, propiciando a eclosão desses ovos e um rápido desenvolvimento do Aedes, o que ocasiona um aumento na incidência de vetor e, sucessivamente, de casos da doença”, frisou.

Caso o cidadão verifique possíveis criadouros do Aedes em imóveis (particulares ou não), áreas públicas e outros locais, pode comunicar o endereço ao Disque-Dengue, pelo telefone 0800-400-1893. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.


Continue lendo