02/07/20
19º/LONDRINA
PUBLICIDADE
Confira

Saúde atualiza casos de dengue em Londrina

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou o boletim atualizado sobre a situação da dengue em Londrina, em entrevista coletiva concedida pela diretora de Vigilância em Saúde, Sônia Fernandes, na tarde desta quinta-feira (8).

Divulgação/N.com
Divulgação/N.com


Do início do ano até o momento, houve 13.038 notificações da doença, sendo 2.731 confirmadas, 7.247 descartadas e 3.060 estão em análise, aguardando o resultado de exames laboratoriais.

Segundo Sônia, os dados demonstram que o quadro da doença permanece estável no município. "O número de casos confirmados tem aumentado, mas isso se deve ao fato de ainda termos exames represados desde o início do ano", explicou.

A diretora afirmou que neste momento as ações de combate ao mosquito, realizadas pela secretaria, estão sendo executadas em todas as regiões da cidade, nos bairros mais infestados de acordo com o 2º Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2019, divulgado no final de maio, que apontou um índice de infestação predial (IIP) de 5,3%.

"Estamos fazendo visitas em todos os imóveis nos bairros mais infestados, no sentido de tentar eliminar todos os focos e melhorar a conscientização da população sobre os cuidados com a dengue, para que isso não ocorra novamente", explicou. Dentre as localidades mais afetadas, estão: Chácara São Miguel, Itapoã, Franciscato, Vivi Xavier, Vila Casoni e Vila Recreio.

Ações educativas – Além das ações de campo, a Coordenação de Controle de Endemias prossegue também com as atividades educativas de combate ao Aedes, que além da dengue, transmite outras doenças como febre chikungunya, zika vírus e febre amarela.

Nesta sexta-feira (9), das 8h30 às 10 horas, haverá um treinamento e palestra sobre o assunto em um acampamento indígena localizado na Avenida Dez de Dezembro, para as mulheres indígenas. O objetivo é reforçar as orientações de prevenção, como os cuidados com o armazenamento do lixo e objetos que podem acumular água, e também com o meio ambiente.

No sábado (10), os agentes de endemias participarão da 2ª Feira da Saúde da região norte, no Hospital Zona Norte, a partir das 8 horas. No local serão dadas orientações sobre o Aedes e outras doenças. Para isso,a equipe levará o larvário, que demonstra o ciclo do mosquito, a maquete do quintal certo e o errado, no que diz respeito à prevenção da proliferação do Aedes, além do mostruário do bicho barbeiro, causador da doença de chagas, o caramujo africano, que pode ocasionar doenças como meningite, o caramujo da esquistossomose e o escorpião.
Redação Bonde com N.Com
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Recorde de mortes
Mais de 2 mil casos de Covid-19 são divulgados nas últimas 24h no PR
02 JUL 2020 às 16h53
Veja os cuidados!
Saiba se é seguro doar sangue durante a pandemia
02 JUL 2020 às 11h20
Pandemia
Brasil completa dez semanas de transmissão acelerada, mostram cálculos
02 JUL 2020 às 10h19
Saiba mais
Paraná vai participar de testes da vacina desenvolvida na China
02 JUL 2020 às 09h28
Continua a avançar
Coronavírus já chegou a 90% das cidades brasileiras, diz Ministério da Saúde
02 JUL 2020 às 08h56
Menos pacientes
Einstein desativa mais da metade dos leitos de Covid-19, que voltam a tratar demais doenças
02 JUL 2020 às 08h31
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados